Alvo da Lava Jato 56 se entrega à PF

Alvo da Lava Jato 56 se entrega à PF

Alexandre Andrade Suarez se entregou após seu habeas tornado sem efeito pelo STJ

Redação

29 de março de 2019 | 23h08

FOTO: SERGIO CASTRO/ESTADÃO

PARANÁ – Alexandre Andrade Suarez, alvo da fase 56 da Operação Lava Jato, que mira desvios na construção da Torre de Pituba, em Salvador, apresentou-se hoje, 29, espontaneamente, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba tendo em vista a decretação de sua prisão preventiva pelo Juiz Federal Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR.

As informações foram divulgadas pela Polícia Federal.

Segundo a PF, ele ‘teve sua prisão inicial decretada em novembro de 2018 na 56ª. fase da Operação Lava-Jato, mas em dezembro teve sua prisão relaxada, liminarmente, no STJ, por força de um “habeas corpus”. No entanto, em 27.03.19 o ministro relator tornou sem efeito a decisão liminar’.

Ele deve continuar preso na sede da PF.

A Operação Sem Fundos, 56ª fase da Lava Jato foi às ruas em 23 de novembro para cumprir mandados judiciais ligados a um esquema de corrupção na construção da Torre Pituba, sede da Petrobrás em Salvador.

O ex-presidente do Fundo Petrobrás de Seguridade Social (Petros) Wagner Pinheiro e empresas ligadas a ele foram alvo de buscas. Marice Correa, cunhada do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, e o marqueteiro ligado ao PT Valdemir Garreta são alvo de mandados de prisão temporária.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: