‘Alô, Alô, Gilmar’

‘Alô, Alô, Gilmar’

Dispara nas redes sociais marchinha de João Roberto Kelly, o veterano carnavalesco criador de 'Cabeleira do Zezé' e 'Mulata iê-iê-iê'

Gilberto Amêndola e Luiz Vassallo

16 Janeiro 2018 | 10h12

‘Alô, alô, Gilmar.
Eu tô em cana, vem me soltar
Eu roubei, eu roubei, eu roubei,
Não estou preso à toa, mas no mundo não há quem escape de uma conversinha boa”

‘Japonês’ da Lava Jato vira marchinha de carnaval

Disparou nas redes sociais a marchinha, de autoria do veterano carnavalesco João Roberto Kelly, criador de grandes sucessos dos salões, como ‘Cabeleira do Zezé’ e ‘Mulata iê-iê-iê’.

“Eu tô em cana, vem me soltar”, é uma alusão às polêmicas decisões do ministro do Supremo Tribunal Federal que, nos últimos meses, pôs na rua os alvos principais de grandes operações da Polícia Federal.

COM A PALAVRA, GILMAR
Quando a marchinha ‘Alô, alô, Gilmar’ foi divulgada, logo após o Natal, o ministro do Supremo Tribunal Federal já estava em viagem de férias em Lisboa. Consultado se iria se manifestar, Gilmar apenas observou que está descansando na capital portuguesa, e também aproveitando para dar conta de suas atividades acadêmicas.