Aliado de Richa silencia na PF

Aliado de Richa silencia na PF

Deonilson Roldo, ex-chefe de gabinete do tucano no governo do Paraná, foi preso nesta terça, 11, em duas operações simultâneas que também investigam o ex-governador

Julia Affonso e Ricardo Brandt

11 Setembro 2018 | 18h23

O ex-chefe de gabinete de Beto Richa (PSDB) – ex-governador do Paraná e candidato ao Senado – ficou em silêncio na Polícia Federal nesta terça-feira, 11, após ser preso pela Operação Piloto, fase 53 da Lava Jato. Deonilson Roldo e Beto Richa são alvos de duas grandes investigações, uma sobre corrupção em contrato de duplicação da rodovia PR 323 e outra sobre desvios na manutenção de estradas rurais. O tucano foi preso na Operação Radiopatrulha, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná.

Beto Richa é preso, e Lava Jato mira aliados

O aliado do tucano foi ouvido na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. “Não exerce nenhum cargo público desde maio de 2018; que desde maio de 2018 quando os áudios sobre uma gravação de 2014 a respeito da obra da PR-323 foram divulgados pela imprensa, o declarante se prontificou a prestar esclarecimentos perante a Justiça sobre esse fato, mediante petição escrita ao juízo da 13.ª Vara da Justiça Federal”, afirmou.

Candidato ao Senado no Paraná, Beto Richa está em segundo lugar nas pesquisas

“O declarante, por orientação de sua defesa, exerce seu direito constitucional de permanecer em silêncio”, anotou o delegado Ivan Ziolkowski.

A Lava Jato e a Radiopatrulha foram deflagradas simultaneamente nesta terça, 11. A Operação Piloto, fase 53 da Lava Jato do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, investiga supostas propinas da Odebtecht. Já a Operação Radiopatrulha, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, mira irregularidades no programa Patrulha do Campo – manutenção de estradas rurais.

‘Eu tiro todos os prefeitos’, diz Beto Richa no grampo

Segundo a Lava Jato, Deonilson Roldo ‘é homem de confiança’ de Beto Richa. O braço-direito do tucano, afirma a operação, é ‘o coordenador de todos os assuntos referentes à campanha de Beto Richa ao Senado Federal, tendo participação na articulação política, definição de material de campanha como músicas e jingles, sessões de fotos, agendamento de eventos e aconselhamento de modo geral, sendo consultado por Beto Richa em várias ocasiões’.

“Deonilson Roldo propositalmente está mantendo velada sua cooperação com Beto Richa devido à investigação em curso sobre o recebimento de valores da Odebrecht, que já é de público conhecimento através da imprensa”, afirmam os investigadores.

Ao mandar prender o braço direito de Beto Richa, o juiz federal Sérgio Moro anotou que apesar de Deonilson Roldo não ocupar ‘elevado cargo na estrutura do Governo do Estado do Paraná’, ele ‘permanece integrante do mesmo grupo político, com perspectivas de retorno a posição de poder e, por conseguinte, à prática de novos delitos associados à corrupção sistêmica’.

COM A PALAVRA, BETO RICHA

A defesa do ex-governador Beto Richa até agora não sabe qual a razão das ordens judiciais proferidas. A defesa do ainda não teve acesso à investigação.

COM A PALAVRA, O ADVOGADO ROBERTO BRZEZINSKI NETO, QUE DEFENDE DEONILSON ROLDO

O advogado Roberto Brzezinski Neto, que defende Deonilson Roldo, afirmou que está analisando os autos e vai se pronunciar.

COM A PALAVRA, JORGE THEODOCIO ATHERINO

A reportagem está tentando contato com a defesa do empresário Jorge Theodocio Atherino. O espaço está aberto para manifestação.

COM A PALAVRA, EZEQUIAS MOREIRA RODRIGUES

A reportagem está tentando contato com a defesa de Ezequias Moreira Rodrigues. O espaço está aberto para manifestação.

COM A PALAVRA, O GOVERNO DO PARANÁ

Governo do Estado está colaborando com todas as investigações em curso.

A governadora Cida Borghetti ressalta que não aceita nenhum tipo de desvio de conduta dos seus funcionários e que criou a Divisão de Combate à Corrupção para reforçar o combate à esse tipo de crime. Hoje a divisão esta fazendo buscas e apreensão em uma operação que combate fraudes a licitação

O Governo do Estado vai aguardar a divulgação de mais informações a respeito dessa fase da Operação Lava Jato para tomar outras providências.

COM A PALAVRA, JORGE THEODOCIO ATHERINO

A reportagem está tentando contato com a defesa do empresário Jorge Theodocio Atherino. O espaço está aberto para manifestação.

COM A PALAVRA, EZEQUIAS MOREIRA RODRIGUES

A reportagem está tentando contato com a defesa de Ezequias Moreira Rodrigues. O espaço está aberto para manifestação.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava JatoBeto Richa