Agente da PF anticorrupção é assassinado a tiros em adega na zona leste de São Paulo

Agente da PF anticorrupção é assassinado a tiros em adega na zona leste de São Paulo

Redação

06 de dezembro de 2020 | 16h08

O policial federal Renato Rewai Paraná e Silva, de 41 anos, foi morto na madrugada deste domingo, 6, em uma adega localizada no bairro de São Mateus, na zona leste da cidade de São Paulo. O agente da Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros (Delecor) foi alvejado por quatro disparos, segundo boletim de ocorrência registrado pouco antes das seis horas da manhã na 49 DP.

Os policiais que atenderam a ocorrência relataram que, ao questionarem as pessoas que estavam no local, foram informados que houve uma discussão entre o policial e o dono da Adega Empório.

Documento

Segundo registro da Polícia Militar, o agente teria se desentendido por causa do preço de bebida.

Silva teria sacado uma glock 0.9 mm e então ‘um terceiro, não identificado, sacou um revólver calibre 38 e efetuou os disparos contra a vítima’.

O agente chegou a ser levado para o hospital Santa Marcelina de Itaquera, mas lá foi declarada sua morte. O dono do estabelecimento foi levado à delegacia para prestar informações.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.