Advogado de Palocci assume defesa de Lula

Advogado de Palocci assume defesa de Lula

José Roberto Batochio, há 49 anos na advocacia, defende investigados das três principais operações da Polícia Federal que agitam o ambiente político do País - Lava Jato, Zelotes e Acrônimo

Fausto Macedo e Julia Affonso

10 de junho de 2016 | 13h09

José Roberto Batochio. Foto: Sergio Dutti/AE

José Roberto Batochio. Foto: Sergio Dutti/AE

O criminalista José Roberto Batochio assumiu a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, alvo da Operação Lava Jato. Defensor do ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil/Fazenda, Governos Lula e Dilma), Batochio vai atuar em parceria com o escritório Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, que representa o petista desde o início da investigação.

O ex-presidente foi denunciado criminalmente pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por supostamente participar da compra do silêncio do ex-diretor da área internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, um dos delatores da Lava Jato.

[veja_tambem]

Lula também foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo no caso tríplex. Os promotores chegaram pedir a prisão preventiva do petista. Mas os autos foram deslocados para Curitiba, base da Lava Jato.

O ex-presidente é investigado pela força-tarefa do Ministério Público Federal, no Paraná. Os procuradores atribuem a ele a propriedade do sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), e do apartamento tríplex no edifício Solaris, no Guarujá – patrimônio que a defesa do petista nega ser dele.

Há meses, o ex-presidente vinha buscando uma aproximação com o criminalista. Lula confia em Roberto Teixeira, seu amigo e compadre. Mas vê a necessidade de reforçar sua defesa. Escolheu Batochio, há 49 anos na advocacia, que defende investigados das três principais operações da Polícia Federal que agitam o ambiente político do País – Lava Jato, Zelotes e Acrônimo.

Na Lava Jato, o criminalista já representa o ex-ministro Palocci. Na Acrônimo e na Zelotes, ele defende o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, do grupo CAOA.

Dono de um estilo incisivo, Batochio tem sido um crítico contundente das delações premiadas que são a alma da Lava Jato. Em suas manifestações públicas e nos autos em que atua, o criminalista mantém sua posição de respeito ao direito e às garantias.

Batochio foi presidente da Associação de Advogados de São Paulo (1985-1986), da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo (1991-1993), e da OAB nacional (1993-1995). O criminalista também foi deputado federal pelo PDT entre 1998 e 2002, vice-líder da oposição ao governo Fernando Henrique Cardoso.

O criminalista não quis se manifestar sobre seu novo desafio.

Em nota nesta sexta-feira, 10, o escritório de Teixeira e Zanin informou sobre o convite a Batochio.

“O escritório Teixeira, Martins & Advogados responsável por coordenar os trabalhos jurídicos relativos ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou o advogado José Roberto Batochio para também atuar na sua defesa. Diante dos excessos e equívocos que vêm sendo praticados contra Lula, os advogados reforçarão a frente de atuação para restabelecer a verdade e a legalidade”, diz a nota.

 

Tendências: