Advogado de Lula pede mais tempo para defesa e desembargadores negam

Advogado de Lula pede mais tempo para defesa e desembargadores negam

Cristiano Zanin argumentou que procurador da Lava Jato tentou 'censurar' defesa em sua sustentação oral

Ricardo Brandt, enviado especial/PORTO ALEGRE

27 de novembro de 2019 | 10h18

O advogado Cristiano Zanin, que defende Lula, é o primeiro advogado a fazer sua sustentação oral na sessão da Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, que julga na manhã desta quarta, 27, a condenação do petista no caso do sítio de Atibaia – ele foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão em primeiro grau em fevereiro.

Cristiano Zanin, advogado de Lula. Foto: TRF-4/Reprodução

Zanin, antes de iniciar sua defesa, pediu tempo maior que os 15 minutos dada aos defensores e ao Ministério Público Federal, por alegar que foi atacado pelo procurador regional da República Maurício Gotardo Gerum, em sua manifestação. O procurador da Lava Jato acusou a defesa de Lula de excesso de recursos para tentar levar o processo a prescrição.

Os desembargadores João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato, Carlos Eduardo Thompson Flores, presidente da 8.ª Turma, e Leandro Paulsen, negaram o tempo extra e afirmaram que Gerum não atacou nem tentou censurar a defesa, como alegou Zanin.

Tudo o que sabemos sobre:

LULA [LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA]

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: