Acusados da Lava Jato tentaram fugir da prisão no PR

Segundo relato de agente penitenciário, ação dos quatro investigados ocorreu em viatura a caminho de audiência

Fausto Macedo

09 de setembro de 2014 | 14h47

Quatro acusados da Operação Lava Jato – investigação sobre lavagem de R$ 10 bilhões e corrupção na Petrobrás – tentaram fugir no último dia 3, segundo relatório elaborado pelo Departamento de Execuções Penais da Secretaria de Justiça do Paraná. Carlos Habib Chaper, Rene Luiz Pereira, André Catão de Mirada e André Luiz Paula dos Santos, investigados pela Lava Jato, segundo o relatório de um agente penitenciário, pediram para “melhorar a ventilação” de uma viatura em que eram conduzidos, logo após uma audiência na Justiça Federal em Curitiba.

O agente disse ter sido surpreendido pelos presos que tentaram empurrá-lo junto com a porta do camburão. O agente Leonardo Cazais, no entanto, conseguiu conter o grupo.

Ainda segundo o agente penitenciário, os acusados teriam ameaçado policiais militares “utilizando para isso suas condições financeiras e dizendo que (os policiais) seriam processados”.

Depois da tentativa de fuga, os quatro acusados foram encaminhados para uma cela de isolamento na Casa de Custódia de São José dos Pinhais. Chaper é um dos quatro doleiros alvos da Operação Lava Jato.

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.