‘Acho que o ato de domingo não será tão forte’, disse Lula sobre protesto pró-impeachment

 Em grampo telefônico, ex-presidente minimizou a que seria a maior mobilização das ruas desde Diretas Já nos anos 1980

Redação

17 de março de 2016 | 07h33

Lula. Foto: Evaristo Sá/AFP

Lula. Foto: Evaristo Sá/AFP

Por Valmar Hupsel Filho

Em uma das conversas gravadas na semana passada pela Polícia Federal na Operação Aletheia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalia que a manifestação pró-impeachment marcada para o domingo passado,13, não será muito forte. Eu acho que o ato de domingo não será tão forte, disse o ex-presidente, durante conversa com o presidente da CUT, Vagner Freitas.

Os atos de domingo 13 tomaram as ruas de dezenas de cidades brasileiras e foram considerados os maiores já realizados no Brasil desde as Diretas Já, nos anos 1980

Cerca de 3 milhões de manifestantes pediram o impeachment de Dilma e cadeia para Lula.

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: