À polícia, Michelle Bolsonaro se queixa de ‘ofensas e piadas infames em redes sociais’

À polícia, Michelle Bolsonaro se queixa de ‘ofensas e piadas infames em redes sociais’

Primeira-dama foi ouvida na quinta-feira, 24, no Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Paulo e diz que repercussão de texto nas redes coloca 'em xeque sua fidelidade, integridade, correção e decoro'

Pepita Ortega e Fausto Macedo

28 de setembro de 2020 | 09h54

A primeira-dama Michelle Bolsonaro. Foto: Alan Santos/Planalto

A primeira-dama Michelle Bolsonaro compareceu ao Departamento Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil de São Paulo na quinta, 24, para ratificar uma queixa-crime apresentada em razão de supostas ‘ofensas e piadas infames em redes sociais’, que teriam colocado ‘em xeque sua fidelidade, integridade, correção e decoro’.

“Que conquanto as aleivosias sejam obviamente mentirosas, o dano reputacional à imagem e à honra é indiscutível e irreparável, tendo a declarante, por tais motivos, ficado extremamente abalada, assim permanecendo até os dias que correm, justamente porque esses comentários são acessados em fácil pesquisa nas redes sociais. […] Que quer ver processados e responsabilizados penalmente os seus ofensores tão logo sejam identificados e informa que representará contra cada qual assim que suas qualificações estiverem devidamente delineadas nos autos”, registra o termo de oitiva de Michelle.

Segundo a mulher do presidente Jair Bolsonaro, tais ofensas seriam repercussão de um texto publicado sobre sua relação conjugal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: