A pedido da PF, Ratinho Jr cede avião para Lula ir ao enterro do neto

A pedido da PF, Ratinho Jr cede avião para Lula ir ao enterro do neto

Em nota, governador do Paraná informou nesta sexta-feira, 1, que ex-presidente seguirá para São Paulo em aeronave oficial

Julia Affonso, Luiz Vassallo e Fausto Macedo

01 de março de 2019 | 16h53

Lula e o neto Arthur. Foto: EFE/Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O Governo do Paraná informou nesta sexta-feira, 1, que o ex-presidente Lula irá para o enterro do neto Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, em São Paulo, em avião oficial. O governador Ratinho Jr (PSD) destacou, em nota, que atendeu a um pedido da Polícia Federal.

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguirá para São Paulo em avião do Governo do Paraná. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, atendendo pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná”, informou o Governo.

“O apoio para o deslocamento permitirá que o ex-presidente participe do velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, que morreu nesta sexta-feira em Santo André, vítima de meningite.”

Lula está preso desde 7 de abril do ano passado na Polícia Federal, em Curitiba, pela Operação Lava Jato. O ex-presidente foi condenado no caso triplex por corrupção e lavagem de dinheiro a uma pena de 12 anos e um mês de reclusão.

Após a morte a neto, o ex-presidente pediu autorização à juíza Carolina Llebos, da 12ª Vara Federal, de Curitiba, para ir ao velório e ao sepultamento de Arthur, que deverá ocorrer neste sábado, 2, em Santo André.

Em nota, o Hospital Bartira informou que Arthur Araújo Lula da Silva ‘veio a óbito às 12:36, devido ao agravamento do quadro infeccioso de meningite meningocócica’.

“O paciente havia dado entrada às 07h20 desta manhã com quadro instável”, afirmou o hospital.

Leia a íntegra da nota

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguirá para São Paulo em avião do Governo do Paraná. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, atendendo pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná. O apoio para o deslocamento permitirá que o ex-presidente participe do velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, que morreu nesta sexta-feira em Santo André, vítima de meningite.