A pandemia vem impulsionando o crescimento dos marketplaces no Brasil

A pandemia vem impulsionando o crescimento dos marketplaces no Brasil

Andries Oudshoorn*

09 de setembro de 2020 | 08h00

Andries Oudshoorn. FOTO: DIVULGAÇÃO

Assim como aconteceu com a crise econômica de 2015, a pandemia da Covid-19 está acelerando o mercado de marketplaces, apesar de todos os desafios deste momento. A estimativa de crescimento do setor para este ano está acima de dois dígitos, elevando o nível de exigência e aproximando o país de mercados mais maduros no exterior.

Para muitos brasileiros, o universo das compras online se apresentou nos últimos meses, pela primeira vez, como uma opção de consumo acessível e prática, ou até mesmo como fonte de renda extra, com o fechamento do comércio tradicional. Cabe à indústria entender as demandas do público e responder com a agilidade que os tempos exigem.

Neste contexto, soluções de pagamentos digitais representam um avanço no modelo de negócios online e mais um passo em direção ao futuro do mercado de marketplaces, atendendo o usuário que precisa de uma opção segura e simples para pagar pelo item desejado, sem burocracias adicionais ou necessidade de suporte de terceiros que representam gargalos e até tropeços na jornada de compra digital. Vale mencionar que o acesso a um serviço bancário de qualidade no país ainda é a aspiração de muitos brasileiros, mais uma necessidade que também pode ser atendida pelo segmento.

Para os vendedores, ter uma solução de pagamento disponível é um estímulo e tanto. Seja para desapegar apenas uma vez ou para quem faz isso com frequência, ter disponível uma ferramenta que o acompanhe durante toda a transação é um imenso facilitador. Uma pesquisa recente da OLX mostrou que, entre o público que vende na plataforma, 41% anunciaram durante a pandemia pela primeira vez. As motivações foram levantar dinheiro para pagar contas e dívidas (28%) ou para se desfazer de itens parados e gerar renda extra (25%).

Já quem quer comprar encontra no pagamento digital a facilidade de parcelamento, sem abrir mão da segurança. O grande diferencial será, sem dúvida, os milhões de usuários que acessam essas plataformas. É esse potencial de alcance que vai impactar as transações e revolucionar como os brasileiros vendem e compram o que precisam e desejam.

*Andries Oudshoorn, CEO da OLX Brasil

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: