A lista de presentes da Odebrecht para políticos

A lista de presentes da Odebrecht para políticos

Operação Lava Jato identifica lista de brindes para governadores, parlamentares, secretários e até dirigentes de empresas públicas agraciados pelo então presidente da Construtora Odebrecht Benedicto Junior

Mateus Coutinho, Ricardo Brandt, Julia Affonso e Fausto Macedo

26 de setembro de 2016 | 14h39

Com o avanço das investigações sobre a maior empreiteira do País e seus executivos, a Polícia Federal identificou uma série de e-mails com mensagens cifradas, ordens de pagamentos e referências a obras em todo País. Enquanto tenta identificar as eventuais irregularidades e crimes envolvendo a empreiteira, os investigadores localizaram também uma lista de brindes para dezenas de políticos de variados espectros políticos.

O material foi encontrado na residência do executivo Benedicto Barbosa da Silva Junior, da Odebrecht Infraestrutura, durante as buscas da Operação Acarajé , 23ª fase da Lava Jato que revelou a existência de um “departamento de propina” da empreiteira. Na maioria dos casos, os brindes são o livro “A Talha Neoclássica da Bahia”, que venceu um prêmio de pesquisa histórica financiado pela Odebrecht, mas há também outras lembranças como charutos.

A lista, que não é a primeira do tipo encontrada na Lava Jato chamou a atenção da PF, que apontou contudo que não há nenhuma ilegalidade nos brindes, Confira:

brindesomerta1brindesomerta2brindesomerta3brindesomerta4brindesomerta5brindesomerta6brindesomerta7brindesomerta8

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: