A ‘insatisfação’ de Técio Lins e Silva com o presidente da OAB

A ‘insatisfação’ de Técio Lins e Silva com o presidente da OAB

Leia a íntegra da carta de desligamento do advogado da Procuradoria Nacional da Defesa das Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil, revelada pela 'Coluna do Estadão'

Redação

08 de janeiro de 2020 | 05h00

Em carta, o advogado Técio Lins e Silva comunicou sua saída da Procuradoria Nacional da Defesa das Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil ao presidente da entidade, Felipe Santa Cruz. Ele cita ‘vários motivos’ para sua ‘insatisfação’. Entre eles, o fato de não ter sido acionado para defender Santa Cruz quando foi denunciado pelo Ministério Público Federal por ter chamado o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, de ‘chefe de quadrilha’. O documento foi revelado nesta quarta, 8, pela Coluna do Estadão.

Documento

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: