A importância do reconhecimento da prática ESG no Brasil

A importância do reconhecimento da prática ESG no Brasil

Karim Miskulin*

04 de novembro de 2020 | 04h30

Karim Miskulin. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Já é consenso entre especialistas e consultores que o investimento ESG é necessário para qualquer companhia e já é até é usado como sinônimo para desenvolvimento sustentável e socialmente responsável. Durante a pandemia, isso foi ainda mais exacerbado: empresas com boas práticas sociais, ambientais e de governança perderam menos no período.

Nos Estados Unidos, diversos indicadores apontam a consolidação das práticas. Em carta que envia todo ano para líderes empresariais, a BlackRock, uma das maiores gestoras de ativos com anos de experiência no mercado financeiro, anunciou uma série de iniciativas para colocar a prática ESG no centro da construção de carteiras e da gestão de risco.

Já o Bank of America avalia que existe um potencial mundial de investimento em sustentabilidade de cerca de US$ 20 trilhões. Além disso, o mesmo banco realizou um estudo entre as 500 maiores companhias americanas que mostra que ESG pode ser uma excelente forma de se gerar retornos excedentes.

No Brasil, é fato que a prática também vem se destacando, ainda que o movimento seja mais tímido se comparado com outros lugares. Dados da consultoria Control Risks mostram uma tendência crescente de investimento em ESG por parte das empresas brasileiras, inclusive em áreas como agropecuária e mineração – dois setores cujas atividades impactam diretamente sobre o meio ambiente.

E é exatamente para incentivar que mais empresas adotem essas boas práticas sociais, ambientais e de governança que faremos parte do 5º Prêmio Compliance Brasil Sustentabilidade – ESG. Serão mais de 2.300 empresas de todo o país concorrendo em seis categorias. A ideia é valorizar, incentivar e reconhecer empresas que estão em conformidade com as leis aplicáveis ao seu negócio, mais especificamente, que investem continuamente em compliance na área da sustentabilidade e revelam bons resultados com isso.

Temos a plena convicção que o reconhecimento pode beneficiar muito o crescimento sustentável do no nosso país, com geração de emprego e renda. Por isso, atestar o valor de empresas que atuam dentro dos princípios de ética, transparência e sustentabilidade se faz cada vez mais necessário.

*Karim Miskulin, diretora executiva do Grupo Voto, CEO do Brasil de Ideas e cientista política

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.