A importância da concilição online para as empresas

A importância da concilição online para as empresas

Perla Cruz*

24 de janeiro de 2017 | 04h00

O atual panorama brasileiro é favorável e convergente à conciliação, seja pela imposição da legislação processual, seja pela percepção de pessoas e empresas de que conciliar é mais rápido, barato e eficiente. Não é à toa que muitas empresas já utilizam a alternativa para o tratamento de seus conflitos.

Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostram que hoje tramitam mais de 110 milhões de processos na Justiça, dos quais 70 milhões ainda estão pendentes de julgamento.

Esses números evidenciam que a solução dos conflitos por meio exclusivo do processo judicial tem se mostrado ineficiente, tendo em vista o alto custo e a longa espera pela decisão final.

Neste sentido, o acordo é sem dúvida a melhor via para a solução dos conflitos empresariais, tais como: recuperação de crédito, problemas contratuais e demais conflitos empresariais, principalmente para as empresas formadoras de demanda de massa, como do ramo da telefonia, de fornecimento de energia elétrica, bancos, empresas aéreas, planos de saúde, seguradoras, etc.

O Novo Código de Processo Civil, em vigor desde março de 2016, disciplinou como obrigatória a resolução prévia de conflitos por meio da conciliação e da mediação. Além disso, trouxe a possibilidade desses procedimentos serem realizados por meio eletrônico, o que permite às partes chegarem a um acordo de qualquer lugar, com rapidez, segurança e baixo custo.

Os Tribunais de Justiça passaram a incentivar a criação de Câmaras Privadas de Conciliação e Mediação que atuam como auxiliares da justiça, podendo trabalhar junto com o departamento jurídico das empresas, na tentativa de realizar acordos extrajudiciais para encerrar os processos judicializados, bem como nos canais de atendimento (SAC e Ouvidoria) no recebimento das reclamações pré-processuais.

É necessário nos adaptarmos às mudanças para modernizar o processo de gestão de conflitos, tornando-o mais simples e acessível a todos por meio da tecnologia, pois vivemos num cenário de grande transformação no mundo, em função do movimento digital com a democratização da internet e o elevado crescimento do uso de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

Por essas razões, a conciliação on-line nas empresas são medidas de suma importância para a continuidade do desenvolvimento econômico das corporações, uma vez que oferece uma redução de aproximadamente 60% dos custos processuais, maior economia com terceirização de processos, celeridade na resolução de conflitos e ainda, redução do índice de inadimplência; tudo isso a um custo baixo e acessível.

É ideal, também, para incentivar os consumidores a negociarem através de um canal online seguro de relacionamento entre eles e a empresa com a possibilidade de uma solução prévia de seus conflitos, através do acordo, o que os possibilita uma maior autonomia e reinserção social, pois voltarão a possuir um cadastro sem restrições nos órgãos de proteção ao crédito.

Sendo assim, não restam dúvidas de que a conciliação e a mediação se apresentam como poderosos instrumentos para a pacificação social e a solução dos conflitos de pessoas físicas e jurídicas, em especial o procedimento on-line, cabendo a toda sociedade civil e aos operadores do direito, se adaptarem aos novos tempos da era digital, na busca de uma solução rápida, econômica e eficiente para seus conflitos.

* Perla Cruz, coordenadora da Câmara de Conciliação e Mediação on-line Vamos Conciliar

Tudo o que sabemos sobre:

Arena Jurídica; Artigo

Tendências: