A decisão de Gilmar que mantém Cabral no Rio

A decisão de Gilmar que mantém Cabral no Rio

Em seis páginas, ministro do Supremo Tribunal Federal acolhe liminarmente habeas corpus da defesa do ex-governador e barra sua transferência para a prisão federal de Campo Grande

Fausto Macedo e Julia Affonso

31 de outubro de 2017 | 12h19

Sérgio Cabral presta depoimento do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. FOTO: WILTON JUNIOR/ESTADÃO-21/2/2017

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) vai ficar na cadeia de Benfica, na capital fluminense. Nesta terça-feira, 31, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), barrou a remoção do peemedebista para o presídio federal de Campos Grande, no Mato Grosso do Sul. A ordem de transferência era do juiz federal Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal do Rio.

Documento

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava JatoSérgio Cabral

Tendências: