‘A Braskem é um escândalo’, diz Cerveró

‘A Braskem é um escândalo’, diz Cerveró

Ex-diretor da Petrobrás comenta sobre influência da Odebrecht na Petrobrás; assista

Gustavo Aguiar, Mateus Coutinho e Fausto Macedo

06 de junho de 2016 | 23h03

Pólo petroquímico da Braskem em Santo André, bairro Parque Capuava. Foto: Daniel Teixeira/AE

Pólo petroquímico da
Braskem em Santo André, bairro Parque Capuava. Foto: Daniel Teixeira/AE

Em seus longos depoimentos aos investigadores da Lava Jato, o ex-diretor da Petrobrás e delator da Lava Jato, Nestor Cerveró não só detalhou esquemas milionários de corrupção e pagamentos de propinas na Petrobrás e na BR Distribuidora como também fez um “desabafo” sobre a influência da Odebrecht na Petrobrás desde antes dos governos do PT.

O delator chegou ainda a classifica a Braskem, principal petroquímica brasileira criada em 2002 por uma sociedade entre a empreiteira e a estatal, como “um escândalo”. Atualmente a Odebrecht negocia um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato.

O TRECHO EM QUE CERVERÓ FALA SOBRE A BRASKEM (A PARTIR DE 10 MIN):

Tendências: