21 de Abril

21 de Abril

Ricardo Viveiros*

21 de abril de 2021 | 07h40

Martírio de Tiradentes (1893), óleo de Aurélio Figueiredo

Um fio de voz
desenrolado ao carretel
da distância
tece a palavra passado.

Um fio de voz
desenrolado ao carretel
da dignidade
tece a palavra luta.

Um fio de voz
desenrolado ao carretel
do amor
tece a palavra liberdade.

Um fio de voz
desenrolado ao carretel
da traição
tece a palavra morte.

Um fio de voz
desenrolado ao carretel
da vida
tece a palavra exemplo.

Um fio de voz
desenrolado ao carretel
da esperança
tece a palavra futuro.

Tiradentes
onde está você?

(Este poema integra o livro Doces Beijos Amargos, de Ricardo Viveiros, com prefácio de Dom Paulo Evaristo Arns, capa e ilustrações de Zélio, publicado em 1984 pela Editora Rios, São Paulo-SP. A obra está em 4.ª edição esgotada)

*Ricardo Viveiros é jornalista, professor e escritor. Conselheiro da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e da União Brasileira de Escritores (UBE), membro honorário da Academia Paulista de Educação (APE), é autor de vários livros, entre os quais: A vila que descobriu o BrasilJustiça seja feita e O poeta e o passarinho

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.