20 vão parar na PF por suspeita de fraude no saque do FGTS

Suspeitos tentavam retirar dinheiro em nome de terceiros em agências da Caixa na capital e na Grande São Paulo

Redação

10 de junho de 2017 | 19h06

A Polícia Federal em São Paulo informou que recebeu ao longo deste sábado, 10, pessoas conduzidas pelas Polícias Civil e Militar de São Paulo, todas elas suspeitas de estarem realizando saques fraudulentos de contas inativas do FGTS, em nome de terceiros, em agências da Caixa Econômica Federal na capital e na Grande São Paulo.

Pelo menos 20 pessoas foram conduzidas à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, na Lapa. Como os procedimentos ainda não tinham sido finalizados, não se sabe se todos seriam presos.

Segundo a PF, todos os indivíduos os que forem efetivamente autuados e presos em flagrante serão enviados ao sistema prisional estadual paulista. Eles responderão pelo crime de furto qualificado por meio de fraude, com penas de 2 a 8 anos de reclusão.

Num segundo momento, após a instauração dos inquéritos policiais, serão iniciadas investigações para verificar se os presos tinham alguma conexão entre si e também por quais meios obtiveram as informações que possuíam.

Mais conteúdo sobre:

FGTScontas inativassaquesPFCaixa