Não, Zelenski não gravou versão da música ‘Endless Love’ ao lado da esposa

Não, Zelenski não gravou versão da música ‘Endless Love’ ao lado da esposa

Dupla que aparece em cover que viralizou fora de contexto são o vocalista da banda Boyce Avenue e a cantora Connie Talbot

Pedro Prata

15 de março de 2022 | 13h54

O presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, não gravou uma versão da música Endless Love ao lado da esposa. Posts no Facebook compartilham um vídeo de uma dupla interpretando o hit de Diana Ross e Lionel Richie, como se o presidente ucraniano tivesse feito a apresentação antes da guerra contra a Rússia. Na verdade, o cover é interpretado pela banda Boyce Avenue e pela cantora Connie Talbot.

Cover da banda Boyce Avenue viralizou fora de contexto. Foto: Reprodução

O Estadão Verifica colocou frames do vídeo na busca reversa de imagens do Google para achar o original (veja aqui como fazer). A gravação original foi publicada pela banda Boyce Avenue em 20 de fevereiro de 2022, quatro dias antes de a Rússia invadir a Ucrânia. Boyce Avenue é uma banda de pop rock norte-americana que ficou conhecida ao reinterpretar clássicos da música no YouTube.

Confira o clipe:

O conflito entre Rússia e Ucrânia ganhou destaque na mídia de todo o mundo e isso gerou uma onda de conteúdos enganosos ou fora de contexto nas redes sociais. O Estadão Verifica já mostrou ser falso que o Zelenski esteja na linha de frente dos combates e que fotos antigas viralizaram sem o verdadeiro contexto.

Acompanhe as últimas notícias sobre a guerra com a cobertura em tempo real do Estadão.

Este conteúdo também foi checado pela Lupa.


Este boato foi checado por aparecer entre os principais conteúdos suspeitos que circulam no Facebook. O Estadão Verifica tem acesso a uma lista de postagens potencialmente falsas e a dados sobre sua viralização em razão de uma parceria com a rede social. Quando nossas verificações constatam que uma informação é enganosa, o Facebook reduz o alcance de sua circulação. Usuários da rede social e administradores de páginas recebem notificações se tiverem publicado ou compartilhado postagens marcadas como falsas. Um aviso também é enviado a quem quiser postar um conteúdo que tiver sido sinalizado como inverídico anteriormente.

Um pré-requisito para participar da parceria com o Facebook  é obter certificação da International Fact Checking Network (IFCN), o que, no caso do Estadão Verifica, ocorreu em janeiro de 2019. A associação internacional de verificadores de fatos exige das entidades certificadas que assinem um código de princípios e assumam compromissos em cinco áreas:  apartidarismo e imparcialidade; transparência das fontes; transparência do financiamento e organização; transparência da metodologia; e política de correções aberta e honesta. O comprometimento com essas práticas promove mais equilíbrio e precisão no trabalho.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.