As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Viúva de Che Guevara não recebe aposentadoria no Brasil

Boato antigo que voltou a circular no WhatsApp afirma que ela ganharia dinheiro 'por viuvez'

Alessandra Monnerat e Caio Sartori

06 Novembro 2018 | 17h50

Não, a viúva de Che Guevara não recebe aposentadoria do Brasil. Leitores do Estadão Verifica enviaram diversas vezes o boato ao número (11) 99263-7900 para checagem. No entanto, a história, além de falsa, é antiga. Basta procurar no Google ou em outro site de pesquisa para ver que a mentira já foi desbancada em 2014.

A corrente que circula no aplicativo de mensagens é a foto de um site com um título que informa que a suposta “aposentadoria por viuvez” seria paga pelo Brasil há dez anos. O primeiro parágrafo, que aparece na imagem, afirma que o nome da mulher é Aleida March, que viveria em Cuba e desfrutaria de um valor mensal de R$ 9,8 mil pago pelo governo brasileiro.

Na época em que o boato surgiu pela primeira vez, os sites E-farsas e Boatos.Org desbancaram a história. Ambas as publicações apontaram que a origem da corrente está em um texto de humor de um portal, hoje desativado, chamado ‘Conversa Mole para Boi Dormir’.

Além disso, o benefício de pensão é concedido a viúvas que comprovarem que o cônjuge falecido era segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na data da morte. Como Che Guevara morreu em 1967 e o INSS só foi criado em 1990, é seguro dizer que o guerrilheiro não era segurado.

Outro indício de que a história é falsa é que a foto usada para ilustrar a matéria é de Aleida Guevara — que é filha, e não viúva, do líder revolucionário.

Mais conteúdo sobre:

che guevaraaposentadoriaaleida march