Vídeo sobre ida de Doria ao Caribe é de novembro e circula sem contexto

Vídeo sobre ida de Doria ao Caribe é de novembro e circula sem contexto

Gravação feita por deputado de oposição com críticas ao governador voltou a ser compartilhada após medidas de restrição de restrição de mobilidade

Tiago Aguiar

29 de março de 2021 | 09h54

Um vídeo do deputado estadual Frederico d’Avila (sem partido) acusando o governador de São Paulo, João Doria, de ter usado um jatinho para viajar para a ilha de Saint Barth, no Caribe, circula sem contexto no WhatsApp. O vídeo foi gravado em novembro do ano passado, e voltou a circular graças aos opositores das medidas de restrição de circulação adotadas recentemente no Estado de São Paulo.

No vídeo, o deputado diz “aqui, enquanto ele mandava você ficar em casa, ele ficava numa diária de hotel de R$ 13 mil por dia por quarto”, mostrando imagens de uma pista de pouso. O deputado diz ainda que o governador possui um avião “de mais de 25 milhões de dólares (…) enquanto você paga pela conta”, sugerindo que os gastos da viagem e do avião provêm de recursos públicos.

Acusações parecidas, de outros deputados estaduais de oposição ao governador, foram publicadas em novembro do ano passado. Naquele mês, a revista Crusoé publicou reportagem mostrando que Doria usou o jatinho de um empresário para passar o feriado na ilha caribenha, no feriado de finados. Na ocasião, a assessoria do governador alegou que a viagem foi de caráter pessoal.

O vídeo de d’Avila, porém, está circulando sem indicar que o feriado ao qual ele faz referência foi o de novembro passado. Nas redes sociais do deputado não há registro da postagem do vídeo, mas o deputado confirmou ao Estadão Verifica que ele foi gravado e publicado em novembro do ano passado. 

A assessoria do governador informou que “Doria permanece em São Paulo trabalhando no Palácio dos Bandeirantes” e acusou o deputado de espalhar conteúdo falso. “D’Avila inclui no vídeo imagens antigas de um avião que já foi do governador, mas foi vendido, para parecer que é o mesmo avião que está ao fundo do cenário. Um caso clássico de fake news.”

A assessoria também desmentiu que dinheiro público tenha sido usado na viagem em novembro. “Sobre as insinuações de que o governador usa dinheiro público para viagens particulares, é importante ressaltar que Doria doou todos os seus salários de prefeito e governador para entidades sociais.”

“Se ele vendeu ou não, não faz a menor diferença, porque uma viagem dessa custa 200 mil dólares”, disse o deputado ao Estadão Verifica. Também confirmou não ter republicado o vídeo. “Não tenho controle sobre vídeos publicados no passado que são te-disparados atemporalmente”. Leitores solicitaram a checagem deste conteúdo pelo WhatsApp do Estadão Verifica (11 97683-7490).

Tudo o que sabemos sobre:

joão doria

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.