Vídeo que mostra execução foi gravado no Recife, não no Jacarezinho
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo que mostra execução foi gravado no Recife, não no Jacarezinho

Imagens circularam fora de contexto após operação policial na favela carioca que deixou 28 mortos

Pedro Prata

14 de maio de 2021 | 19h32

Um vídeo que mostra um grupo de criminosos cometendo um assassinato no Recife viralizou fora de contexto no WhatsApp, como se mostrasse parte da operação policial no Jacarezinho, no Rio de Janeiro. A operação policial acabou com 28 mortos, incluindo um inspetor policial, a maior letalidade da história do Estado.

Crime foi cometido no Recife, não na favela do Jacarezinho (Rio). Foto: Reprodução

O vídeo mostra o momento em que um grupo armado atira contra dois jovens e desaparecem por uma viela. O vídeo é compartilhado junto com uma mensagem que afirma se tratar da favela do Jacarezinho e que os traficantes “matam moradores inocentes para atrasar o avanço policial e, também, para colocar a culpa das referidas mortes na conta da polícia”. Leitores solicitaram a checagem deste conteúdo pelo WhatsApp do Estadão Verifica, 11 97683-7490.

Alguns detalhes dão indícios de que pode se tratar de uma peça de desinformação. A gravação tem a data e horário informados no canto superior direito: 19h de 30 de abril de 2021. A operação policial no Jacarezinho, por sua vez, ocorreu durante o dia 6 de maio de 2021.

Data e horário do vídeo não batem com realização da operação no Jacarezinho. Foto: Reprodução

Chama a atenção que a viela por onde os criminosos escaparam tem a bandeira de Pernambuco pintada em um muro.

Muro com bandeira de Pernambuco é indicativo de que vídeo não foi gravado no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução

Uma pesquisa no Google com as palavras “vídeo execução Pernambuco” permite encontrar a reportagem “Grupo de homens mata adolescente a tiros e fere duas pessoas no Recife; veja vídeo”, do portal de notícias G1. A notícia informa que o crime ocorreu no bairro de Nova Descoberta, na zona norte de Recife. Um suspeito foi preso em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio. O vídeo foi enviado ao portal de notícias pelo WhatsApp.

Reportagem onde o vídeo foi inicialmente veiculado. Foto: G1/Reprodução

Operação policial no Jacarezinho

A Operação Exceptis foi promovida a partir das 6h de 6 de maio pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), em conjunto com outras delegacias da Polícia Civil do Rio, com o objetivo de prender 21 acusados de aliciar crianças e adolescentes para o tráfico de drogas na comunidade.

Ela terminou com 28 mortos, tornando-se a operação policial mais letal da história do Rio de Janeiro e rapidamente foi politizada. O presidente Jair Bolsonaro parabenizou a Polícia Civil, enquanto o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu a apuração de um vídeo de uma suposta execução policial. A Promotoria do Rio criou uma força-tarefa para investigar a operação.

O Estadão Verifica já desmentiu que um vídeo que circula nas redes sociais mostre a mãe de um dos jovens motos dançando enquanto porta um fuzil. Ela contou a um canal de notícias que sofre ameaças por causa do boato. A Polícia Civil também negou que ela seja a mulher retratada na gravação.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.