Vídeo feito na Colômbia é usado para espalhar desinformação sobre refugiados venezuelanos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo feito na Colômbia é usado para espalhar desinformação sobre refugiados venezuelanos

Gravação foi registrada em julho na Colômbia, e mostra jovem que foi morto ao tentar entrar em base militar

Alessandra Monnerat

02 de setembro de 2019 | 11h18

Vídeo foi feito na Colômbia e não tem qualquer relação com Venezuela ou Brasil. Foto: Reprodução/Facebook

Um vídeo que mostra dois jovens jogando pedras contra um homem fardado circula no Facebook com uma legenda falsa, informando que seriam refugiados venezuelanos “pró-Maduro” desafiando soldados do Exército brasileiro. Na verdade, o registro foi feito na base militar de La Lizama, na Colômbia, em 27 de julho. 

Na ocasião, um dos jovens que aparecem no vídeo, Rafael Caro, de 16 anos, foi morto por um militar. De acordo com o jornal El Tiempo, Caro tentava entrar na base militar quando foi baleado. A família do rapaz afirma que a ação do Exército foi desproporcional para impedir a entrada de uma só pessoa, segundo o jornal El Espectador.

O fato não tem qualquer relação com a Venezuela ou com o Brasil. Para encontrar o contexto original do vídeo, utilizamos a ferramenta InVid, que permite fazer pesquisa por imagens da gravação.

Agência Lupa e Aos Fatos também checaram este conteúdo, selecionado por meio da parceria entre Estadão Verifica e Facebook. Para sugerir verificações, envie uma mensagem por WhatsApp ao número (11) 99263-7900.

Tendências: