Vídeo de verme em pimentão que viralizou ao redor do mundo é falso
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo de verme em pimentão que viralizou ao redor do mundo é falso

Gravação foi desmentida pelo Ministério da Saúde e por várias agências de checagem; nome do suposto verme significa "pimentão" em hindi

Alessandra Monnerat

09 de setembro de 2019 | 13h54

Um vídeo com mais de 15 milhões de visualizações e 489 mil compartilhamentos alega que um “novo verme” chamado Simla Mirch está presente em pimentões verdes e pode até matar pessoas. O boato já foi desmentido pelo Ministério da Saúde e por agências de checagem de vários países.

De acordo com o Ministério da Saúde, o verme citado não existe. O órgão aponta ainda que não existem evidências sobre vermes em pimentões que causem doenças ou morte. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também não recebeu notificação a respeito de pimentões contendo verme no Brasil

Vídeo com verme em pimentão é falso. Foto: Werther Santana/Estadão

Além disso, como o legume já aparece aberto no vídeo, não é possível saber se a cena foi montada para causar sensação nas redes sociais. O que de fato ocorreu: a gravação foi tão compartilhada que teve que ser desmentida por agências de checagem nos Estados Unidos, na Argentina, na Índia e na Espanha.

Os especialistas consultados por esses veículos apontam que o animal mostrado no vídeo é uma espécie de nematóide que não parasita humanos e não é prejudicial à nossa saúde. O nome do suposto verme, na verdade, é uma corruptela de “shimla mirch”, expressão que significa “pimentão” em hindi, uma das línguas faladas na Índia.

Este conteúdo já foi checado por Fato ou Fake, Agência Lupa, Aos Fatos e Boatos.Org, e foi selecionado para verificação por meio da parceria entre Estadão Verifica e Facebook. Para sugerir checagens, envie uma mensagem por WhatsApp ao número (11) 99263-7900.

Tendências: