Vídeo de apoio a Bolsonaro não é de diretor da revista Veja
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo de apoio a Bolsonaro não é de diretor da revista Veja

Checagem foi feita pelo projeto Comprova; envie sugestões de verificação por meio do número (11) 97795-0022 

Estadão Verifica

07 Agosto 2018 | 19h12

checagem abaixo foi publicada pelo Projeto Comprova. A verificação foi realizada por uma equipe de jornalistas da Folha de S. Paulo e da revista Veja. Outras seis redações concordaram com a checagem, no processo conhecido como “crosscheck”: Estadão, UOL, O Povo, Gazeta Online, Poder360 e Gazeta do Povo. 

Projeto Comprova é uma coalização de 24 veículos de mídia com o objetivo de combater a desinformação durante o período eleitoral. Você pode sugerir checagens por meio do número de WhatsApp (11) 97795-0022. 

O vídeo de um usuário de Facebook que faz elogios ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, vem sendo compartilhado em outras contas de Facebook atribuído a Augusto Blat, que seria diretor e “comentarista” da revista Veja. O usuário é vítima de uma falsificação.

O vídeo é verdadeiro, mas a informação de que ele foi feito por um profissional da revista Veja, identificado como Augusto Blat, é falsa.

Segundo a publicação, pertencente à editora Abril, nem o homem que aparece na gravação nem ninguém com o nome de Augusto Blat têm qualquer relação com Veja.

Quem assume a autoria do vídeo compartilhado em redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas é um usuário do Facebook que se apresenta como Ival, profissional de marketing de São Paulo com mais de sete mil seguidores no Facebook.

Ival publicou o vídeo em 31 de julho, um dia após a participação do presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, no programa Roda Viva, da TV Cultura. O vídeo original, que alcançou quase 700 mil visualizações, foi deletado pelo autor nesta terça, 7 de agosto, mas continua circulando por outros perfis na rede social e no WhatsApp.

Na segunda-feira, 6 de agosto, Ival escreveu, na mesma rede social, que o vídeo feito por ele foi “atribuído a uma pessoa que sequer existe”. A publicação acompanha uma captura de tela do site Boatos.org, quem primeiro fez a verificação desse vídeo.

Mais conteúdo sobre:

vejajair bolsonaroroda vivacomprova