Jogo de videogame vira fonte de desinformação sobre conflito da Rússia contra a Ucrânia

Jogo de videogame vira fonte de desinformação sobre conflito da Rússia contra a Ucrânia

Imagens de simulador viralizaram no Facebook como se mostrassem um ataque aéreo no Leste Europeu

Samuel Lima e Victor Pinheiro

24 de fevereiro de 2022 | 14h00

Imagens de um jogo de videogame viralizaram nas redes sociais como se mostrassem um ataque aéreo da Rússia contra a Ucrânia em uma zona portuária. Ainda que existam registros de bombardeios no conflito do Leste Europeu desde a madrugada desta quinta-feira, 24 de fevereiro, essa gravação é falsa.

O post no Facebook analisado pelo Estadão Verifica traz um versículo bíblico e a inscrição “Rússia x Ucrânia” junto a um vídeo que mostra um avião sobrevoando uma baía. Na gravação, a aeronave tenta escapar de uma arma automática de longo alcance, cujos disparos formam um arco em vermelho no céu.

Até o início da tarde de 24 de fevereiro de 2022, mais de 400 mil pessoas haviam assistido o falso combate. O conteúdo também foi exibido por engano em um programa da Jovem Pan News e compartilhado no Twitter oficial da emissora, que depois apagou o post.

Por meio de buscas reversas de imagem, o blog chegou a dois canais de YouTube que costumam postar simulações do jogo de computador Arma III. Um deles trazia o mesmo vídeo utilizado no post viral. Na legenda, o perfil Compared Comparison afirma que se trata de uma “simulação militar” de videogame envolvendo a aeronave A-10 Thunderbolt e o sistema de defesa Phalanx CIWS.

Quando conflitos armados estão em evidência no noticiário, esse tipo de desinformação costuma surgir nas redes sociais. Em 2019, por exemplo, o Verifica desmentiu um post que também usava uma simulação do Arma III como se fosse um sistema de defesa israelense na Faixa de Gaza

Diversas agências internacionais também já elucidaram a origem de outras imagens fora de contexto deste mesmo jogo, como Reuters, Maldita.es, USA Today e India Today. Desde semana passada, há registros de desinformação do tipo sobre o conflito entre Rússia e Ucrânia.

Para Entender

Entenda a crise entre Rússia e Otan na Ucrânia

O que começou como uma troca de acusações, em novembro do ano passado, evoluiu para uma crise internacional com mobilização de tropas e de esforços diplomáticos

Invasão russa na Ucrânia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, autorizou uma ofensiva militar em regiões controladas por separatistas apoiados pelo Kremlin na Ucrânia. As autoridades locais afirmam que houve um “ataque total” a partir da madrugada desta quinta-feira, 24 de fevereiro. Acompanhe a cobertura ao vivo do Estadão e o contexto geopolítico da crise.

Você pode conferir imagens reais do conflito a seguir:

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.