Vídeo antigo alimenta falso boato de que helicóptero foi derrubado na fronteira da Venezuela
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo antigo alimenta falso boato de que helicóptero foi derrubado na fronteira da Venezuela

Aeronave se acidentou na Colômbia, a mais de 500 quilômetros do país vizinho; caso foi tratado como falha mecânica

Paulo Roberto Netto

05 de setembro de 2019 | 08h34

Vídeo publicado nas redes sociais afirma falsamente que um helicóptero colombiano foi “derrubado agora há pouco” na fronteira com a Venezuela. As imagens, no entanto, são de acidente ocorrido em outubro de 2017, a mais de 500 quilômetros da divisa entre os dois países.

Por meio de busca reversa, o Estadão Verifica localizou imagens e vídeos do mesmo helicóptero publicado em veículos como El Heraldo, Telesur e El Comercio. Ambos afirmavam se tratar da queda de uma aeronave militar em zona rural no noroeste da Colômbia — no próprio vídeo é possível identificar agentes da Polícia Nacional colombiana atuando no resgate dos feridos.

Helicóptero militar colombiano acidentado em Copacabana, a mais de 500 quilômetros da fronteira com a Venezuela. Foto: Dirección Nacional de Bomberos de Colombia (18/10/2017)

O jornal El Tiempo, veículo de referência na Colômbia e publicado desde 1911, cobriu o caso recebendo informações da agência EFE. A primeira informação sobre o caso foi divulgada pelo Corpo de Bombeiros da Colômbia às 15h41 do dia 18 de outubro de 2017.

O acidente ocorreu no município de Copabacana, no departamento de Antioquia. A cidade fica a 565 quilômetros de Cúcutan, cidade fronteiriça com a Venezuela no departamento de Norte de Santander.

O Exército Nacional da Colômbia emitiu nota sobre o caso, informando que o helicóptero realizava um translado entre a cidade de Bello até a base militar de Tolemaida, em Melgar. A aeronave se acidentou com seis pessoas a bordo. Informações divulgadas pela imprensa registraram até dez feridos. Não houve mortes.

Uma comissão de especialistas da Divisão Nacional de Assalto Aéreo do Exército Nacional da Colômbia foi deslocada para apurar o caso. Informações coletadas com os tripulantes do helicóptero indicavam possibilidade de falha mecânica como causa do acidente.

Caminho da apuração. Para verificar este boato, o Estadão Verifica capturou um frame do vídeo e realizou busca reversa de imagem no Google Imagens. A reportagem também consultou notícias publicadas nos veículos colombianos El Tiempo, El Heraldo, Telesur e El Comercio, além de publicações oficiais do Exército Nacional da Colômbia e do Corpo de Bombeiros colombiano.

Este boato foi selecionado para verificação por meio da parceria entre o Estadão Verifica e o Facebook. O AosFatos, a Agência Lupa e o Boatos.org também desmentiram este conteúdo.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.