É falso post que afirma que ‘Veja’ cortou mão de Lula em foto

É falso post que afirma que ‘Veja’ cortou mão de Lula em foto

A mesma imagem publicada pela revista foi encontrada em canais oficiais do ex-presidente; ao Comprova, a 'Veja' afirmou não ter feito qualquer edição na foto

Projeto Comprova

08 de junho de 2022 | 11h36

Esta checagem foi produzida por jornalistas da coalizão do Comprova. Leia mais sobre nossa parceria aqui.

Conteúdo investigadoTuíte traz uma captura de tela da reportagem da revista Veja intitulada “O que pode impedir uma vitória de Lula no primeiro turno”, que tem como imagem de capa uma foto do ex-presidente em evento. Lula está com o braço direito levantado, segurando o microfone, enquanto caminha em direção ao fotógrafo. Na legenda, a autora do post afirma que a foto não é real porque a Veja teria cortado a mão esquerda do petista por meio de edição.

Onde foi publicado: Twitter.

Conclusão do Comprova: É falsa a postagem que afirma ter havido montagem em foto de Lula publicada pela revista Veja. A autora da publicação se baseia no fato de a mão esquerda do ex-presidente estar encoberta pela manga do paletó para fazer tal alegação.

No entanto, a mesma foto foi encontrada em canais oficiais de Lula, exatamente com as mesmas características. E a Veja, procurada, negou ter editado a imagem.

Falso, para o Comprova, é o conteúdo inventado, ou que tenha sofrido edições para mudar o seu significado original, e divulgado de modo deliberado para espalhar uma falsidade.

Alcance da publicação: O Comprova investiga os conteúdos suspeitos de maior alcance nas redes sociais. Até o dia 7 de junho, a publicação atingiu mais de 10 mil curtidas e 2 mil compartilhamentos.

O que diz o autor da publicação: A autora do post viral é de Minas Gerais e possui um canal no YouTube com 1,6 milhão de inscritos no qual publica vídeos comentando episódios da política brasileira. No geral, são conteúdos que enaltecem pautas bolsonaristas.

Diante da impossibilidade de contato pelo Twitter, a autora foi procurada por e-mail, disponível no canal do YouTube, e mensagem no Instagram. Mas não houve resposta até a publicação desta verificação.

Como verificamos: O primeiro passo da verificação foi acessar a matéria da revista Veja, a partir da qual identificamos o fotógrafo responsável pela imagem, além do local e data em que a foto foi feita.

Fazendo uma busca pelas palavras-chave “Lula”, “Porto Alegre” e “junho” no Google, a equipe encontrou uma reportagem do portal Poder360 sobre o evento do qual o ex-presidente participou e que traz um vídeo do discurso do petista.

Além disso, a busca reversa da fotografia pelo Google Lens levou a uma publicação no site oficial do ex-presidente em que há uma imagem semelhante. É possível afirmar que ambas as fotografias foram feitas no mesmo local e data pela correspondência de personagens, roupas, faixas, bandeiras e decoração do palco.

O Comprova também analisou as redes sociais de Lula e encontrou a mesma imagem utilizada pela Veja na capa de um vídeo postado no Instagram do ex-presidente, além de uma gravação, publicada no Twitter, que mostra o momento exato registrado pela fotografia.

Por fim, entramos em contato com a revista para entender se houve alguma edição na fotografia.

Contexto da foto

A foto que ilustra a reportagem de Veja foi feita por Ricardo Stuckert, fotógrafo de Lula há quase 20 anos, no dia 1º de junho de 2022, em Porto Alegre (RS), na casa de shows Pepsi on Stage.

Na ocasião, o ex-presidente participava de um ato em defesa da soberania nacional, que contou com a presença de Fernando Haddad, Dilma Rousseff, Roberto Requião, Geraldo Alckmin, Gleisi Hoffmann, além de lideranças nacionais e estaduais do PT, PSB, PCdoB, PSOL, PV, Solidariedade, da Rede e de movimentos sociais.

Reportagem do Poder360 sobre o evento traz um vídeo em que é possível ver, na parte final, a partir de 2h36, o exato momento em que a foto é feita por Ricardo Stuckert, que está posicionado no palco, de frente para Lula e para a plateia.

Outros veículos de imprensa também cobriram o evento, como o Brasil de FatoRevista Fórum e Valor Econômico.

Foto não foi editada

A mesma foto usada na postagem falsa pode ser vista na capa de um vídeo postado na conta do Instagram oficial de Lula:

A imagem também aparece no Flickr oficial de Lula:

Na versão original da imagem no Flickr, em alta resolução, é possível ver que a mão esquerda do ex-presidente está sendo encoberta pelo paletó, provavelmente em razão do movimento ascendente do outro braço, o que causa inclinação na posição da roupa:

O Comprova obteve o arquivo original da foto, cujos metadados, ao serem analisados clicando com o botão direito do mouse, mostram a data do registro, dia 1º de junho, dia do evento em Porto Alegre, e características da câmera utilizada:

As informações são as mesmas que também aparecem no Flickr oficial de Lula:

No site oficial de Lula, o Comprova encontrou uma foto semelhante à utilizada pela Veja. A correspondência de personagens, roupas, faixas, bandeiras e decoração do palco, permite confirmar que a cena foi registrada no mesmo momento da foto publicada pela revista. Na imagem semelhante, a mão esquerda do ex-presidente também aparece encoberta pela manga do paletó:

| Foto semelhante à usada pela Veja também foi registrada por Ricardo Stuckert e mostra mão de Lula escondida pelo paletó.

Já um vídeo publicado na conta oficial de Lula no Twitter mostra o mesmo momento registrado pela foto de Stuckert. Novamente, desta vez com a imagem em movimento, vemos a mão esquerda do ex-presidente encoberta pela manga do paletó.

Ao Comprova, o editor da Veja José Benedito da Silva, que publicou a reportagem, garantiu que não houve nenhum tipo de edição na imagem e que a “foto foi divulgada pela assessoria do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seus canais oficiais”.

Por que investigamos: O Comprova investiga conteúdos suspeitos que viralizaram nas redes sociais sobre a pandemia de covid-19, políticas públicas do governo federal e eleições presidenciais. O post aqui verificado cita um ex-presidente e pré-candidato à reeleição. Conteúdos falsos ou enganosos que envolvem atores políticos trazem prejuízos ao processo democrático e atrapalham a decisão do eleitor, que deve ser tomada com base em informações verdadeiras.

Outras checagens sobre o tema: Em verificações anteriores envolvendo o ex-presidente Lula, o Comprova mostrou que post usa áudio com imitação de Lula para confundir sobre acusações de corrupção, que não há evidências de que Lula pediu para Bolívia reduzir fornecimento de gás ao Brasil, que Lula não afirmou que implantará restrições religiosas no Brasil caso reeleito, e que é falso que Lula tenha roubado 350 mil toneladas de ouro de Serra Pelada e dado dinheiro para Venezuela.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.