As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Página bolsonarista faz falsa acusação a Dilma ao defender compra de leite condensado pelo governo

Sem apresentar provas ou fontes, publicação diz que ex-presidente fazia "farras" com dinheiro público ao comprar vinho português por quase R$ 100 mil

Equipe Verifica

31 de janeiro de 2021 | 22h59

Circula em redes sociais um meme bolsonarista que insinua que a presidente Dilma Rousseff fazia “farras” com dinheiro público ao pagar R$ 97.184,24 por seu “vinho preferido”, o 1795 Madeira Terrantez, de Portugal. A publicação, que traz o logotipo da “Aliança Direita Pará”, uma página bolsonarista no Facebook, compara o preço da garrafa do vinho com o de uma lata de leite condensado – motivo de desgastes para o governo por causa das notícias sobre gastos milionários com o produto. Não há nenhum registro de que o vinho favorito de Dilma Rousseff seja o 1795 Madeira Terrantez ou de que ela tenha gasto dinheiro público comprando a bebida.

Sobre o leite condensado, o Estadão Verifica já esclareceu que são enganosos os boatos que buscam atribuir as compras governamentais do produto a Bolsonaro, já que o alimento é distribuído por diversas áreas do governo. 

 

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.