Não, esta mansão não foi comprada pelo ex-presidente Lula

Não, esta mansão não foi comprada pelo ex-presidente Lula

Imagem compartilhada nas redes sociais é de casa de quase R$ 5 milhões que continua à venda, segundo a imobiliária responsável

Pedro Prata

11 de novembro de 2020 | 18h07

Circulam nas redes sociais imagens de uma mansão de quase R$ 5 milhões na Bahia com a falsa afirmação de que teria sido comprada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O imóvel, que fica em Lauro de Freitas, na Grande Salvador, continua à venda, segundo a imobiliária responsável. Um leitor solicitou ao Estadão Verifica pelo WhatsApp (11 97683-7490) a checagem.

O mecanismo de busca reversa do Google permitiu encontrar a imagem da casa no site da imobiliária Viva Real. O imóvel tem seis quartos, 1.400 m² e aparece à venda por R$ 4.995.000. Os responsáveis pelo imóvel confirmaram ao Estadão Verifica que ela permanece à venda. “O imóvel em destaque está à venda e não foi vendido ao ex-presidente”, disseram por mensagem.

Imobiliária confirma que casa continua à venda. Foto: Reprodução

A informação de que Lula estaria de mudança para Lauro de Freitas foi inicialmente publicada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Segundo o jornalista, o ex-presidente deve deixar o atual apartamento em São Bernardo do Campo por influência da noiva Rosângela da Silva, a Janja.

O governador petista Rui Costa chegou a comemorar a notícia: “Quem não quer vir para Bahia, não é?”. Apesar disso, a assessoria do petista negou à Agência Lupa que a mudança dele para o Estado esteja concretizada e refutou a alegação de que ele teria comprado a mansão.

Este boato também foi encontrado no Facebook, onde foi compartilhado ao menos 2 mil vezes. Não é a primeira vez que Lula e a noiva são alvos de campanha de desinformação. O Estadão Verifica já desmentiu que o casal tivesse pedido permissão ao Supremo Tribunal Federal (STF) para passar lua de mel em Dubai.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.