Mensagem falsa busca relacionar ao PT o militar da FAB preso com cocaína
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mensagem falsa busca relacionar ao PT o militar da FAB preso com cocaína

Boato se espalhou no Facebook na última semana e atingiu milhares de compartilhamentos

Alessandra Monnerat

30 de junho de 2019 | 22h23

O segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, preso em Sevilla, na Espanha, por transportar cocaína Foto: Reprodução

Não é verdade que o militar preso com 39 quilos de cocaína no avião da Força Aérea Brasileira (FAB) nesta terça-feira, 25, seja filiado ao PT. Mensagens com esse falso boato circulam nas redes sociais, mas o artigo 142 da Constituição Federal proíbe a filiação partidária de integrantes das Forças Armadas em serviço ativo.

Além disso, o Estadão Verifica consultou a base de dados de filiados a partidos políticos do Brasil e não encontrou o nome do segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues.

O militar foi preso no aeroporto de Sevilha, na Espanha. Ele fazia parte da comitiva de 21 integrantes das Forças Armadas que acompanhava a viagem do presidente Jair Bolsonaro a Tóquio, no Japão, onde ocorreu a cúpula do G20.

Esse conteúdo foi selecionado para checagem por meio da parceria entre Estadão Verifica e Facebook. Para sugerir verificações, envie uma mensagem por WhatsApp ao número (11) 99263-7900. Os sites Agência Lupa e Aos Fatos também desmentiram esse boato.

Tudo o que sabemos sobre:

militarFABaeronáuticacocaínafake news

Tendências: