Post engana ao omitir que protesto contra Lula em Bagé é de 2018

Post engana ao omitir que protesto contra Lula em Bagé é de 2018

Vídeo de uma reportagem do SBT foi postado na plataforma TikTok sem legenda e informações importantes, como a data do protesto que aconteceu em 2018

Projeto Comprova

13 de junho de 2022 | 19h47

Esta checagem foi produzida por jornalistas da coalizão do Comprova. Leia mais sobre nossa parceria aqui.

Conteúdo investigado: Vídeo que circula no TikTok mostra a passagem do ex-presidente Lula pela cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul. Na ocasião, o petista foi hostilizado por manifestantes. A primeira parte do conteúdo é uma reportagem do SBT de 2018 e a segunda, um vídeo amador sem identificação. No post, não há qualquer menção à data em que ocorreu o protesto. 

Onde foi publicado: TikTok

Conclusão do Comprova: É enganosa a publicação feita em junho de 2022 no TikTok e que mostra uma manifestação contra o ex-presidente Lula, em Bagé, no Rio Grande do Sul. Embora o protesto de fato tenha ocorrido, a situação ocorreu em 19 de março de 2018, à época em que o petista fazia uma caravana por diversas cidades brasileiras. 

Ao não citar a data da manifestação, o post pode passar a falsa impressão de que a manifestação é recente. O que, inclusive, pode ser observado em comentários do tipo “‘Mais’ ora não era ele que estava na frente nas pesquisas?”, “Ué ‘num’ é o primeiro nas pesquisas’, “Ele não é o favorito?”, como mostram os prints abaixo: 

Enganoso, para o Comprova, é o conteúdo retirado do contexto original e usado em outro de modo que seu significado sofra alterações; que usa dados imprecisos ou que induz a uma interpretação diferente da intenção de seu autor; conteúdo que confunde, com ou sem a intenção deliberada de causar dano.

Alcance da publicação: O Comprova investiga os conteúdos suspeitos de maior alcance nas redes sociais. Até o dia 9 de junho, a publicação teve mais de 4,3 mil curtidas, 695 comentários e foi compartilhada mais de 1,8 mil vezes. 

 O que diz o autor da publicação: O conteúdo foi compartilhado por um perfil no TikTok identificado como “eleiçõesdireita”, que acumula 12,9 mil seguidores. Durante a verificação, o vídeo foi apagado, assim como a conta do perfil na plataforma. Não foi possível entrar em contato com o autor. 

Como verificamos: O Comprova iniciou a busca pelas palavras-chaves “Lula” e “protesto em Bagé” e localizou registros de diversos veículos jornalísticos publicados em março de 2018. Entre os registros, a matéria do GZH, da Veja e Poder 360

Com as mesmas palavras-chaves, procuramos vídeos publicados no Youtube e no Facebook que fossem semelhantes à gravação amadora que surge na segunda metade da postagem. Usamos o Google Street View para tentar identificar similaridades entre os vídeos e os lugares em que ocorreram as manifestações.

Protesto contra Lula ocorreu em 2018

Em 2017, o ex-presidente iniciou uma jornada por diversos estados. Intitulado “Lula pelo Brasil”, o projeto tinha a intenção de mostrar a força e popularidade do petista em face das investigações da operação Lava Jato que avançavam sobre ele. As viagens começaram pelos estados do Nordeste, entre os meses de agosto e setembro daquele ano, região onde Lula sempre teve maior popularidade. Posteriormente, a caravana foi alcançando outras regiões do país.

O protesto contra o ex-presidente Lula na cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul, ocorreu em 19 de março de 2018, conforme noticiado por veículos de imprensa à época. O município foi escolhido, naquela ocasião, como ponto de partida da caravana nos estados da região Sul do país.

Lula estava acompanhado da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), da presidente do partido, Gleisi Hoffmann e do ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro, dentre outros políticos. Em Bagé, ele participou de uma atividade na Universidade Federal do Pampa (Unipampa).

A chegada do ex-presidente à universidade ocorreu ainda no período da manhã e foi marcada por confusão entre apoiadores do petista e manifestantes contrários ao político. Lula havia deixado o aeroporto do município em um ônibus e já no trajeto até a Unipampa foram registrados bloqueios por parte de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)

Também nos arredores da universidade, grupos se dividiam entre apoiadores e ruralistas contrários à visita. Foi registrado um confronto no local e um dos manifestantes precisou ser algemado por policiais, como relatou a reportagem original do SBT. No local estavam cerca de 20 tratores com os motores ligados, além de cartazes com protestos a Lula e um ‘pixuleco’ – como ficaram conhecidos os bonecos infláveis usados em manifestações contrárias a Lula e ao PT. O objeto estava pendurado em uma cela que foi içada por um guindaste. 

Já no trio elétrico parado na frente do campus, uma faixa estampava a seguinte frase: “Lula, Bagé está orgulhosa de te receber!”. O ex-presidente fez um breve discurso de cima do trio. 

Postagens de 2018 no Facebook e no YouTube reproduzem o vídeo amador junto a  outras gravações. Também há uma publicação do vídeo em um canal excluído no YouTube, mas a gravação foi salva pela ferramenta Way Back Machine. As publicações mencionam as manifestações contrárias a Lula em Bagé na legenda e nos comentários. Além disso, algumas delas foram postadas no mesmo dia dos protestos no município.

Reportagens da imprensa registrando os protestos em Bagé também possuem elementos presentes no vídeo amador. Na postagem verificada, após a passagem dos ônibus, é possível ver um prédio com a fachada branca. O mesmo edifício pode ser observado em registro feito pelo portal UOL, na reportagem do SBT (minuto 0:32) e em vídeo disponível no YouTube, que mostra o momento de outro lugar.

Apesar da baixa qualidade das imagens, é possível ver que um dos manifestantes é imobilizado por um policial com o capacete branco, que está próximo a outros agentes com escudos e capacetes laranjas. A cena foi gravada pelo SBT de outro ângulo.

O vídeo no YouTube exibe as cenas do protesto próximo aos manifestantes favoráveis ao ex-presidente Lula. Também surge a caravana do político, formada por três ônibus da empresa Corumbau Brasil, que é mostrada na postagem verificada sob ataque. Além disso, no início da filmagem, o prédio da Unipampa em Bagé é mostrado.

Por que investigamos: O Comprova investiga conteúdos sobre pandemia, eleições e políticas públicas que atinjam grau de viralização nas redes sociais. O post aqui checado faz uma alegação enganosa por não citar a data em que ocorreu o protesto. Em meio à campanha à presidência da República e tendo Lula como um pré-candidato, o conteúdo pode acabar passando a falsa impressão de que o ato ocorreu neste ano. Conteúdos falsos ou enganosos que envolvem atores políticos trazem prejuízos ao processo democrático e atrapalham a decisão do eleitor, que deve ser tomada com base em informações verdadeiras.

Outras checagens sobre o tema: Recentemente, o Comprova mostrou que vídeos de manifestação contra Lula em Passo Fundo são de 2018; que post no Facebook engana ao divulgar atos pró-Bolsonaro de 2021 como se fossem atuais e que é falsa a publicação afirmando que revista Veja cortou mão de Lula em foto.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.