As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornalista desmente boato sobre saúde de Bruno Covas

Prefeito de São Paulo recebeu alta hospitalar na terça-feira e está trabalhando

Alessandra Monnerat

30 de abril de 2021 | 20h53

É falso o boato que especula sobre a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). A assessoria do prefeito informou por telefone que ele passa bem e está trabalhando. No WhatsApp e no Facebook, porém, circulam mensagens que afirmam que o anúncio do falecimento seria feito neste sábado, 1º de maio. A informação falsa ganhou impulso após ser mencionada em uma live no canal de YouTube do jornalista Gilberto Barros. Nesta sexta-feira, 30, Barros publicou nova transmissão, esclarecendo a história.

Na live desta sexta, chamadaFake news aqui não, Gilberto explica que recebeu em seu canal de YouTube um jornalista chamado Galdino Cocchiaro, que mencionou o boato de que Covas teria morrido. “O que foi dito foi uma mentira em que ele embarcou, que foi levado através de um vídeo que circula na internet […]. Eu repliquei dizendo que não era essa a notícia que eu tinha”, afirmou Barros.

O prefeito da Capital recebeu alta hospitalar na terça-feira, 27. Ele passou 12 dias internado no Hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo, em decorrência do tratamento de câncer a que se submete desde novembro de 2019.

Nas redes sociais, Covas publica atualizações sobre seu tratamento. Na quarta-feira, 28, postou uma foto no Instagram com a legenda “maravilhoso chegar em casa”.

Estadão Verifica não conseguiu contato com Galdino Cocchiaro, mencionado por Gilberto Barros.

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.