Fotos de protestos #EleNão, de 2018, são compartilhadas como se fossem recentes

Fotos de protestos #EleNão, de 2018, são compartilhadas como se fossem recentes

Postagens no Facebook e Twitter trazem imagens antigas como se fossem de protestos do último sábado, 19 de junho

Jullie Pereira, especial para o Estadão

22 de junho de 2021 | 18h20

É falsa postagem que mostra fotos de atos de setembro de 2018, do movimento #EleNão, como se fossem do último sábado, 19 de junho, em capitais brasileiras. Embora as duas manifestações tivessem o mesmo objetivo, de protestar contra o presidente Jair Bolsonaro, as imagens não são recentes. 

A montagem com nove fotos foi compartilhada no Twitter e Facebook e alcançou milhares de pessoas. No Twitter, mais de sete mil curtiram a publicação e mais de mil retuitaram. O Estadão Verifica identificou a origem de cinco das fotos, por meio de busca reversa de imagem. Todas são de atos organizados no dia 29 de setembro de 2018. As outras quatro não foram identificadas pelas ferramentas usadas. Veja as checagens abaixo.

Rio de Janeiro

A foto atribuída ao Rio de Janeiro foi tirada na Cinelândia, no centro da capital carioca, em ato contra o então candidato à Presidência Bolsonaro. O clique foi publicado pelo portal de notícias G1.

Foto: Reprodução/G1

O ato do Rio de Janeiro deste 19 de junho não ocorreu na Cinelândia. A concentração teve início na estátua de Zumbi de Palmares, na Praça Onze, região central da cidade. Depois, os manifestantes caminharam pela Avenida Presidente Vargas, em direção à Candelária, segundo reportagem do Estadão.

Porto Alegre

O Estadão Verifica identificou erro parecido em foto atribuída ao ato de Porto Alegre. A foto mostra manifestação realizada no Largo General Yeddo J. Blauth, em que o Monumento ao Expedicionário aparece ao fundo. O ato ocorrido no dia 19 de junho foi feito em outro lugar. Segundo reportagem do Estadão, o protesto do último sábado iniciou-se no Largo Glênio Peres, depois os manifestantes caminharam até o Largo Zumbi dos Palmares e a manifestação voltou ao local de início.

A foto que está na montagem também foi tirada durante os atos do #EleNão, em 2018, e foi encontrada em publicações antigas em sites e perfis em redes sociais, como o da deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

Foto sem identificação é de São Paulo

Uma única foto na montagem não traz descrição de lugar. Ela retrata o protesto #EleNão no Largo da Batata, em São PauloVeja a imagem abaixo, publicada no site da revista piauí. O crédito é do fotógrafo Eduardo Anizelli, da agência Folhapress.

Os manifestos do dia 19 de junho foram organizados na Avenida Paulista.

Foto: Reprodução/piauí

Imagem com legenda ‘Salvador’ foi tirada em Fortaleza

A foto atribuída a Salvador foi encontrada em publicação do site do PCdoB, também de 2018. Portanto, é uma foto antiga. E mais, o registro não é de Salvador: na verdade, foi feito em uma praia de Fortaleza. Abaixo, é possível ver a imagem publicada no site Cem Flores com a legenda correta.

Foto: Reprodução/Cem Flores

Situação inversa ocorreu com a foto atribuída a Fortaleza. Ela mostra o ato realizado em Salvador no dia 29 de setembro de 2018 e foi encontrada na mesma publicação do site Cem Flores, sobre os protestos #EleNão daquele ano

Em um álbum do Mídia Ninja, é possível ver foto semelhante em que a mesma bandeira “Mulheres contra o fascismo” aparece em Salvador e foi creditada como sendo das manifestações daquele dia, e não do dia 19 de junho. A autora da foto é Sandra Andrade.

Foto: Reprodução/Flickr

Segundo os organizadores dos protestos do último sábado, mais de 750 mil pessoas compareceram em mais de 400 cidades do Brasil e do exterior. Nas manifestações do Ele Não, não foi divulgada estimativa de público — a BBC News calculou 100 mil pessoas no Rio e 75 mil em São Paulo, e reportou atos em 114 cidades.

Esse boato também foi analisado por Aos Fatos

Tudo o que sabemos sobre:

fake news [notícia falsa]

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.