Foto de soldados em aeroporto mostra viagem de recesso de fim de ano, e não envio de tropas ao Irã
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Foto de soldados em aeroporto mostra viagem de recesso de fim de ano, e não envio de tropas ao Irã

Publicações no Facebook tiram imagem de contexto em meio a tensão entre Estados Unidos e Irã após morte do general Qassim Suleimani

Alessandra Monnerat

07 de janeiro de 2020 | 16h04

A foto de uma longa fila de soldados em um aeroporto americano tem sido compartilhada nas redes sociais com legendas que afirmam se tratar de tropas enviadas ao Irã, após o ataque dos Estados Unidos que matou o general iraniano Qassim Suleimani. No entanto, a imagem mostra militares voltando das férias no aeroporto internacional de Atlanta, no Estado da Geórgia. 

A informação foi apurada pelo site de fact-checking americano PolitiFact, que falou com um porta-voz do aeroporto Hartsfield-Jackson. De acordo com Jennifer Ogunsola, é comum ver aglomerados de soldados no terminal no período de festas de final de ano. 

Foto não é de envio de tropas ao Irã. Foto: Reprodução/Facebook

O PolitiFact também consultou um porta-voz do Forte Benning, uma unidade militar próxima a Atlanta. Segundo Ben Garrett, os soldados poderiam estar embarcando para visitar os familiares durante o recesso ou voltando ao forte para continuar seu treinamento. 

Garrett informou que o Hartsfield-Jackson é o aeroporto de grande porte mais próximo da base militar e os soldados costumam sair alguns dias antes do Natal e retornar um ou dois dias após o Ano Novo. Como a placa na foto diz que os militares se encaminhavam para a esteira de bagagens, é mais provável que eles estivessem voltando do recesso.

Várias páginas no Facebook compartilharam a foto dos soldados no aeroporto com legendas que informam que os Estados Unidos enviariam mais 3 mil soldados para o Oriente Médio. Isso é verdade, mas as autoridades americanas comunicaram que as tropas são da 82ª Divisão Aerotransportada do Forte Bragg, na Carolina do Norte, e não do Forte Benning, na Geórgia. No domingo, 5, o parlamento iraquiano aprovou uma medida para retirar o Exército americano do país, mas ainda não está certo se e como essa sanção será cumprida. 

Uma das páginas, “Orgulho de ser Hétero” divulgou também uma imagem da visita surpresa de Trump ao Afeganistão. A foto foi tirada em novembro do ano passado e não tem relação com a atual escalada de tensão com o Irã

Este conteúdo foi checado por meio da parceria do Estadão Verifica com o Facebook.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: