Foto de idosa chorando não tem relação com cortes no INSS
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Foto de idosa chorando não tem relação com cortes no INSS

Imagem distorce revisão de benefícios feita no governo Temer ao incluir foto de uma suposta vítima

Alessandra Monnerat e Caio Sartori

10 de abril de 2019 | 16h55

Uma “notícia” enganosa que circula nas redes sociais atribui erroneamente a foto de uma idosa chorando ao cancelamento de mais de 400 mil benefícios sociais do INSS pelo governo federal. Os 422 mil cortes, que incluem auxílio-doença, aposentadorias por invalidez e Benefício de Prestação Continuada, foram feitos em abril de 2018, mas informações sobre ele circulam sem contextualização, como se fossem atuais.

A senhora que aparece chorando não tem relação com a mensagem principal. O texto diz que “Idosa chora ao perder benefício”, mas, ao buscar pela imagem dela na internet, percebe-se que já foi usada várias vezes para ilustrar falsamente diversas histórias. A foto já foi usada para acompanhar relatos de espera em fila de posto de saúde, roubo e até estupro. O registro mais antigo da imagem no Google é de 2015.

Cortes de benefícios ocorreram no ano passado. Foto: Estadão

 O corte de auxílios sociais, que se deu no governo de Michel Temer, buscava revisar se os beneficiários ainda cumpriam os requisitos para receber os auxílios. A expectativa era de checar a situação de 1,8 milhão de pessoas, com economia de R$ 20 bilhões, segundo reportagem da Agência Brasil publicada na ocasião.

A atribuição equivocada, que distorce uma história real, teve mais de 123 mil compartilhamentos no Facebook e foi encontrada pelo Estadão Verifica por meio de parceria com a rede social (entenda mais sobre a parceria aqui).

O site Boatos.Org também checou este conteúdo.

Mais conteúdo sobre:

inssaposentadoriafake news