Foto da Torre Eiffel é usada fora de contexto para afirmar que Lula foi homenageado em Paris
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Foto da Torre Eiffel é usada fora de contexto para afirmar que Lula foi homenageado em Paris

Imagem do monumento em vermelho é, na verdade, uma celebração do Ano Novo chinês realizada em janeiro de 2004

Paulo Roberto Netto

18 de outubro de 2019 | 19h02

Uma imagem da Torre Eiffel iluminada de vermelho foi retirada de contexto e tem sido utilizada para afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi homenageado em Paris. A fotografia, na verdade, mostra uma celebração do Ano Novo chinês realizada em janeiro de 2004 na capital francesa.

Torre Eiffel iluminada de vermelho durante testes para a celebração do Ano Novo chinês. Foto: Philippe Wojazer / Reuters (23/01/2004)

Por meio de busca reversa de imagem, o Estadão Verifica localizou um site que informa que a Torre Eiffel havia sido iluminada de vermelho em homenagem ao Ano Novo chinês. Por meio de palavras-chaves, a reportagem localizou outro site que informa que a celebração ocorreu entre os dias 24 a 29 de janeiro e fazia parte do evento “Années croisées France-Chine”.

O “Années croisées” são iniciativas de intercâmbio cultural promovidas pelo governo francês com outras nações. No caso da China, o evento durou de outubro de 2003 a junho de 2004, segundo informa o Institut Français, que participou da iniciativa. Um vídeo do instituto mostra a Torre Eiffel pintada de vermelho no mesmo ângulo que a imagem utilizada no boato. Assista abaixo:

A reportagem também consultou o acervo de fotografias do Estado e localizou a imagem que ilustra essa verificação. A fotografia foi tirada pelo fotógrafo Phillipe Wojazer em 23 de janeiro de 2004. A legenda informa que o monumento foi iluminado de vermelho em um teste para as celebrações do Ano Novo chinês.

Lula foi homenageado em Paris?

O boato que relaciona falsamente a iluminação da torre a uma homenagem à Lula passou a circular após a Prefeitura de Paris conceder o título de cidadão honorário ao petista, na última quinta-feira, 3, por “reconhecimento pelo seu trabalho para reduzir as desigualdades sociais e econômicas do Brasil”. Pelo menos uma das páginas que compartilhou a peça de desinformação demonstrava simpatia a candidatos do PT.

Antes do anúncio da prefeitura parisiense, a homenagem precisou ser aprovada pelo Conselho de Paris, órgão legislativo semelhante às Câmaras de Vereadores, no Brasil.

Em nota, a Prefeitura de Paris afirma que “o compromisso do presidente Lula em reduzir a desigualdade social e econômica no Brasil permitiu a quase 30 milhões de brasileiros saírem da pobreza extrema e acessar direitos e serviços essenciais”.

 


Caminho da verificação.
Para verificar este boato, o Estadão Verifica utilizou o Google Imagens, ferramenta de busca reversa de imagens do Google, e localizou os sites ciudadluz.net e Pariscityvision.com, que informam sobre a iluminação especial do monumento em homenagem ao Ano Novo chinês.

Por meio das palavras-chaves “Torre Eiffel” e “chinese new year”, foi possível localizar o site do Institut François sobre a iluminação e o Annés croisées.

O Estadão Verifica também consultou o banco de imagens do Estado e localizou a fotografia da agência Reuters sobre a iluminação especial. A reportagem também localizou o site oficial da Torre Eiffel que explicava e datava quando a torre ficou vermelha.

Este boato foi selecionado por meio da parceria entre o Estadão Verifica e o Facebook. A Agência Lupa, o AosFatos e a AFP Checamos também desmentiram este conteúdo. //COLABOROU ANA BEATRIZ ASSAM

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: