Foto de Bolsonaro ao lado de André Mendonça é de 2019, anterior à nomeação como ministro do STF

Foto de Bolsonaro ao lado de André Mendonça é de 2019, anterior à nomeação como ministro do STF

Os dois se encontraram em jogo do Santos em novembro de 2019, quando Mendonça era advogado-geral da União

Projeto Comprova

20 de abril de 2022 | 17h57

Esta checagem foi produzida por jornalistas da coalizão do Comprova. Leia mais sobre nossa parceria aqui.

Conteúdo investigadoPublicação mostra foto do presidente Jair Bolsonaro (PL) vestido com uma camisa do Santos ao lado do atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) André Mendonça. A autora afirma que é “estranho” um integrante da corte acompanhar o presidente em um jogo de futebol.

Onde foi publicado: Twitter

Conclusão do Comprova: É enganosa a publicação em rede social que mostra uma foto do ministro do STF André Mendonça ao lado do presidente Jair Bolsonaro em estádio de futebol. A postagem sugere que a imagem é recente e aponta como estranho um ministro do STF acompanhar o chefe do Executivo.

Na verdade, o registro é de um jogo entre Santos e São Paulo realizado em novembro de 2019, na Vila Belmiro. No dia 17 de abril, Bolsonaro acompanhou o jogo entre Santos e Coritiba, também na Vila, e não estava na companhia do ministro do STF, conforme notícias e fotos divulgadas na imprensa.

Enganoso, para o Comprova, é conteúdo retirado do contexto original e usado em outro de modo que seu significado sofra alterações; que usa dados imprecisos ou que induz a uma interpretação diferente da intenção de seu autor; conteúdo que confunde, com ou sem a intenção deliberada de causar dano.

Alcance da publicação: O Comprova investiga os conteúdos suspeitos de maior alcance nas redes sociais. Até o dia 19 de abril, o tuíte investigado teve 14,8 mil curtidas, e 2 mil compartilhamentos. No dia 20, o post foi apagado. Outra publicação de mesmo teor alcançou cerca de 7 mil interações no Twitter antes de ser excluída.

O que diz o autor da publicação: A empresária Roberta Luchsinger foi acionada via e-mail, mas não respondeu até a publicação desta verificação. Já Wladimyr Jung, autor de publicação similar e anterior à da empresária, informou que não checou a informação antes de publicar e excluiu o post após contato do Comprova.

Como verificamos: A partir do mecanismo de busca por imagem do Google, o Comprova encontrou uma foto publicada por André Mendonça em 17 de novembro de 2019. A equipe também fez buscas pelas palavras-chave “Bolsonaro”, “André Mendonça” e “Santos”, que retornaram reportagens sobre a relação entre o chefe do Executivo e o atual ministro do STF (Correio Braziliense e Lance). A foto do encontro ilustrava as matérias. Também foi possível localizar postagem similar e anterior à que originou a checagem do Comprova.

Por fim, o Comprova buscou informações sobre a presença de Bolsonaro em jogos recentes do Santos e foram procuradas outras verificações sobre o post investigado.

Foto é anterior a nomeação para o STF

A publicação enganosa sugere que Bolsonaro assistiu à partida entre Santos e Coritiba, no último 17 de abril, ao lado do ministro do STF André Mendonça. A foto, no entanto, foi tirada em 16 de novembro de 2019, no estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP). À época, André Mendonça ocupava o cargo de advogado-geral da União. A nomeação para a cadeira do STF ocorreu somente em dezembro de 2021.

Na ocasião, o time do Santos enfrentou o São Paulo em partida válida pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. O jogo terminou com o placar de 1 a 1. No dia seguinte à partida, Mendonça publicou uma foto do encontro com Bolsonaro. Ao comparar a imagem com a do post investigado, é possível observar elementos que indicam terem sido feitas no mesmo dia.

| Foto: Reprodução do Twitter. Marcações em amarelo feitas pelo Comprova.

Foto recente

No sábado, dia 17 de abril, Bolsonaro foi ao estádio da Vila Belmiro para assistir à partida entre Santos e Coritiba.

Na ocasião, o presidente acompanhou o jogo em um camarote e ao lado do presidente do Santos, Andrés Rueda.

Ao fazermos comparações de fotos do dia 16 de novembro de 2019 com imagens do jogo recente, de 17 de abril de 2022, publicadas no site ge.globo.com, é possível notar que Bolsonaro usa roupas distintas e as pessoas que o acompanham também são diferentes das que estavam com ele em 2019.

Histórico de André Mendonça

André Mendonça é advogado e assumiu a vaga no STF após a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello. Foi o segundo nome indicado por Bolsonaro para ocupar uma cadeira na Suprema Corte. Mendonça também é pastor da igreja presbiteriana.

O atual ministro compõe o governo Bolsonaro desde o início da gestão. Em duas ocasiões atuou como advogado-geral da União — entre janeiro de 2019 e abril de 2020 e de março a dezembro de 2021. No período em que ficou fora do cargo, André Mendonça chefiou o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Sobre os autores

Uma das publicações de maior alcance foi feita por Roberta Luchsinger, empresária e filiada ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Nas eleições de 2018 foi candidata a deputada estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT), mas não se elegeu. Recentemente, Luchsinger apresentou notícia-crime contra Sergio Moro e a esposa Rosângela Moro para solicitar a investigação sobre a mudança de domicílio eleitoral do ex-juiz para São Paulo. Questionada sobre o post, Roberta não respondeu até a publicação desta verificação.

Horas antes do tuíte feito pela empresária, outro post foi publicado no Twitter com a mesma foto. O autor é Wladimyr Jung, artista plástico e advogado carioca. Na rede social do artista predominam publicações contrárias ao governo Bolsonaro. Nas respostas à publicação investigada, internautas alertaram acerca do conteúdo fora de contexto.

| Captura de tela do Twitter. Nas respostas, Jung foi informado sobre a origem da foto.

Ao Comprova, Wladimyr Jung informou que não checou a informação antes de publicar e excluiu o post. “Fiz confusão e isso não vai se repetir. Espero que não tenha causado maiores transtornos”, disse.

Por que investigamos: O Comprova checa conteúdos suspeitos que viralizaram a respeito das eleições presidenciais, políticas públicas do governo federal e pandemia de covid-19. Publicações enganosas envolvendo ministros do STF são investigadas com frequência pelo Comprova. Esse tipo de conteúdo é prejudicial pois compromete a confiança da população na Suprema Corte.

Outras checagens sobre o tema: O Uol Confere, as agências Lupa e Aos Fatos e a AFP Checamos fizeram verificações que corroboram com a conclusão do Comprova de que a imagem foi publicada fora do contexto original.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.