Fazenda à venda por R$ 4 bilhões em Goiás não é de filho de Lula
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fazenda à venda por R$ 4 bilhões em Goiás não é de filho de Lula

Boatos nas redes sociais também já ligaram Lulinha a propriedade em Valparaíso, em São Paulo

Alessandra Monnerat

04 Dezembro 2018 | 15h44

Depois da Ferrari de ouro e do jatinho de US$ 50 milhões, bens falsamente atribuídos a um dos filhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a família foi relacionada a outro patrimônio — desta vez bilionário. Mais uma vez, é apenas boato. Fotos que circulam no WhatsApp ligam Lulinha a uma fazenda de R$ 4 bilhões em Goiás. O corretor responsável pela venda da propriedade, no entanto, informou que não há relação com a família de Lula.

Usando a ferramenta de pesquisa reversa de imagens, é possível encontrar o anúncio de venda da fazenda de 135 mil hectares. A propriedade fica em São Miguel do Araguaia, próxima à divisa entre Goiás e Tocantins. As imagens de satélite do Google da área batem com as fotos usadas no boato.

Imagem de satélite da fazenda em Goiás falsamente atribuída a Lulinha. Foto: Google

Por mensagem, o corretor responsável confirmou que a fazenda não é de Lulinha e que a propriedade já está em negociação.

A corrente de WhatsApp mistura ainda imagens de satélite de uma segunda fazenda, em Valparaíso, no Estado de São Paulo. Essa propriedade também já foi falsamente atribuída ao filho de Lula, como informa uma reportagem da revista Dinheiro Rural de 2008.

Outras fotos que entraram no “pacote” do boato são as de uma visita de Lula e da ex-primeira dama Marisa Letícia a uma fazenda do empresário Jonas Barcellos.

O boato foi enviado por leitores ao WhatsApp do Estadão Verifica, (11) 99263-7900. Os sites Boatos.Org e E-Farsas também fizeram checagens sobre o assunto.