Falsa declaração de Bolsonaro sobre custo de pacientes com câncer volta a circular
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Falsa declaração de Bolsonaro sobre custo de pacientes com câncer volta a circular

Não é verdade que presidente tenha dito que “um paciente com câncer custa muito caro ao Estado” e que seria necessário “cortar essa farra”

Alessandra Monnerat

15 de outubro de 2019 | 14h20

Não é verdade que o presidente Jair Bolsonaro tenha dito que “um paciente com câncer custa muito caro ao Estado” e que seria necessário “cortar essa farra”. Uma montagem que voltou a circular no Facebook alega que Bolsonaro teria feito essa declaração em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, mas não há registro disso no acervo da publicação.

Também não há evidências de que o presidente tenha falado essa frase a outros veículos de imprensa ou em eventos públicos. O boato também havia circulado em outubro e novembro do ano passado. Na época, sites de checagem desmentiram a montagem: E-Farsas, Agência Lupa e Aos Fatos.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, em evento Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O cuidado de pacientes com câncer no Sistema Único de Saúde (SUS) está garantido pela Portaria 874/2013, que estabeleceu a Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), existem 317 unidades e centros de assistência habilitados para tratamento da doença gratuitamente.

A pessoa com câncer também pode ter acesso a direitos sociais como o saque do FGTS, PIS e Pasep, auxílio-doença, Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social (BPC). Veja nessa cartilha os direitos do portador da doença:

Documento

Este conteúdo foi checado por meio da parceria entre Estadão Verifica e Facebook. Para sugerir verificações, envie uma mensagem por WhatsApp para (11) 99263-7900. 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.