As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Coronavírus: decreto de ‘feriado nacional’ de sete dias é pegadinha

Brincadeira que circula no WhatsApp tem enganado internautas

Alessandra Monnerat

16 de março de 2020 | 12h41

Leia a versão em espanhol

Não é verdade que o presidente Jair Bolsonaro tenha decretado um feriado nacional de sete dias para “resguardar a saúde da população” em meio à pandemia do novo coronavírus. Essa informação falsa circula no WhatsApp. Tudo não passa de uma pegadinha: ao clicar no link que acompanha a mensagem, fica claro que se trata de uma piada.

Mas a brincadeira enganou bastante gente. De acordo com o Google Trends, ferramenta que mede tendências de busca, houve um aumento repentino nas pesquisas da frase “Bolsonaro decreta feriado nacional” nos últimos sete dias. O site Boatos.Org também checou essa mensagem.

Veja outras correntes falsas sobre coronavírus que circulam no WhatsApp.

Neste domingo, 15, Bolsonaro contrariou a orientação de ficar em isolamento e teve contato direto com ao menos 272 apoiadores durante ato a favor de seu governo. A recomendação do Ministério da Saúde era que eventos com aglomerações de pessoas fossem cancelados para evitar a disseminação da covid-19.

Bolsonaro informou que fará um novo teste para coronavírus nesta terça-feira, 17. Acompanhe a cobertura do Estado sobre coronavírus em tempo real.

Versão em espanhol

Texto traduzido pelo LatamChequea, grupo colaborativo que reúne dezenas de fact-checkers da América Latina no combate à desinformação relacionada ao novo coronavírus.

Coronavirus: el decreto de un “feriado nacional” de siete días es una broma

No es verdad que el presidente Jair Bolsonaro haya decretado un feriado nacional de siete días para “resguardar la salud de la población” en medio de la pandemia del nuevo coronavirus. La información falsa circula por WhatsApp. No es más que una broma: al hacer click en el link que figura en el mensaje, queda claro que se trata de un chiste.

Pero la broma engañó a bastantes personas. Según Google Trends, herramienta que mide tendencias de búsqueda, hubo un aumento repentino en las búsquedas de la frase “Bolsonaro decreta feriado nacional” durante los últimos siete días. El sitio web Boatos.Org también chequeó el mensaje.

El domingo 15, Bolsonaro no respetó la indicación de permanecer en aislamiento y tuvo contacto directo con al menos 272 adeptos durante un acto en favor de su gobierno. La recomendación del Ministerio de Salud era que se cancelaran eventos con aglomeraciones de personas para evitar la propagación de la Covid-19.

Bolsonaro informó que se hará una nueva prueba para coronavirus el martes 17.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: