Com declaração falsa, nova montagem atribui a Haddad apoio a Maduro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com declaração falsa, nova montagem atribui a Haddad apoio a Maduro

Alvo recorrente de boatos sobre a Venezuela, ex-prefeito nunca disse que Maduro é 'exemplo e inspiração'

Caio Sartori e Guilherme Guilherme

20 de maio de 2019 | 18h18

É falsa a imagem compartilhada no Facebook que aponta o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) como autor de declaração de que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, seria “um exemplo e inspiração”, e que a culpa pelos problemas enfrentados no país vizinho seria da oposição “que não colabora”.

Não há nenhum registro que aponte para a existência dessa frase. O petista já declarou que o governo de Maduro não pode ser considerado uma democracia.

No entanto, como o PT soltou nota oficial neste mês dando apoio à manutenção de Maduro no poder, é comum ver boatos que associam petistas ao regime do país vizinho. O Estadão Verifica já desmentiu, por exemplo, uma alegação de que o venezuelano teria “convocado” alguns petistas — entre eles Haddad — para defender o regime chavista neste momento de crise.

Fernando Haddad, candidato à Presidência do PT derrotado nas eleições Foto: Andre Penner/AP Photo

O próprio Haddad costuma ser alvo mais diretamente: durante as eleições, circulou um boato que atribuia erroneamente ao ex-prefeito a seguinte frase: “A revolução que acontece na Venezuela, é sem dúvidas uma conquista que deverá ser exemplo para todos os Paises! Parabéns Maduro! Estamos juntos ! (sic)”

A relação com o regime de Maduro é motivo de discordância entre grupos petistas. O Estado já mostrou, por exemplo, que a presidente do partido, Gleisi Hoffmanm (que apoia Maduro), discutiu com Haddad, mais crítico ao regime, em reunião da Executiva Nacional da legenda.

Este boato foi identificado por meio de parceria com o Facebook. Saiba mais aqui.

Tudo o que sabemos sobre:

fernando haddadnicolas madurovenezuela