Camas hospitalares no MS foram desativadas no segundo semestre de 2020, e não no início da pandemia

Camas hospitalares no MS foram desativadas no segundo semestre de 2020, e não no início da pandemia

Equipamento foi utilizado em hospitais de campanha em Campo Grande e Ponta Porã

Gabi Coelho, especial para o Estadão

05 de março de 2021 | 15h51

É falso que equipamentos hospitalares armazenados no Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, estejam “abandonados” desde o início da pandemia de covid-19. Essa alegação consta em vídeo que viralizou no Facebook e foi enviado por leitores ao WhatsApp do Estadão Verifica, (11) 97683-7490. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde do MS, os leitos mostrados na gravação foram desativados no segundo semestre do ano passado. 

As camas hospitalares que aparecem nas imagens foram usadas em hospitais de campanha em Campo Grande e Ponta Porã e desativadas no segundo semestre de 2020. O centro de convenções mostrado na filmagem é utilizado como depósito para Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), adquiridos pelo Governo do Estado e doados por empresas. No mesmo espaço estão armazenados aventais, máscaras, luvas e outros equipamentos destinados a hospitais e outras unidades de saúde do Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Secretaria de Saúde, ainda não é possível decidir o destino desses materiais em decorrência de um processo judicial envolvendo o pagamento dos equipamentos. Em resposta à Agência Lupa, a assessoria de imprensa da pasta explicou que houve um problema no pagamento da empresa fornecedora das camas e, até uma solução, elas não podem ser retiradas do local. O Estadão Verifica procurou o órgão para mais explicações sobre a ação judicial, mas não obteve resposta.

Gastos da União no combate à covid-19 no MS

Segundo dados divulgados pelo Tesouro Nacional, o Mato Grosso do Sul recebeu mais de R$ 836 milhões de repasses do governo federal em auxílio financeiro durante a pandemia de covid-19. Segundo os dados mais recentes do levantamento consórcio de veículos de imprensa a partir de dados da secretarias estaduais de Saúde, no estado foram registradas 3.393 mortes e 185.112 casos de covid-19.

Tudo o que sabemos sobre:

covid-19pandemia

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.