Bolsonaro compartilha vídeo enganoso com erro de tradução para criticar jornal

Bolsonaro compartilha vídeo enganoso com erro de tradução para criticar jornal

Conteúdo divulgado pelo presidente confunde o sentido do verbo 'anima', em espanhol; autora do artigo já havia alertado filho de Bolsonaro sobre o erro, em 2019

Victor Pinheiro, especial para o Estadão

26 de abril de 2021 | 15h11

Não é verdade que a edição brasileira do jornal El País tenha distorcido o título original, em espanhol, de um texto do veículo sobre a participação do presidente Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, em 2019. Compartilhado pelo próprio presidente nas redes sociais nesta segunda-feira, 26, o boato tem origem em um vídeo no qual o autor comete um erro de tradução do verbo “anima” em espanhol.

A gravação compara o título da matéria em espanhol “Bolsonaro anima a los ejecutivos de Davos a invertir en el nuevo Brasil”, com a manchete da versão em português “O breve discurso de Bolsonaro decepciona em Davos”. O autor sugere que o primeiro texto indica uma recepção positiva ao presidente na Espanha, enquanto o segundo seria distorcido para criticar Bolsonaro, o que não é verdade.

Em janeiro de 2019, a autora do artigo, Alicia González, já havia alertado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, sobre o equívoco em uma postagem do deputado federal. A correspondente internacional do El País destacou que o verbo “anima” foi empregado no sentido de estimular, incentivar — e não de “convencer”. Na época, Eduardo Bolsonaro se defendeu mostrando um print da ferramenta de tradução do Google.

O conteúdo do próprio texto espanhol do El País, no entanto, desmente o boato de que o artigo seria positivo ao presidente. Não é por menos que o vídeo enganoso mostra somente o título dos artigos. O primeiro parágrafo do conteúdo aponta que investidores esperavam do discurso do presidente informações concretas sobre reformas econômicas, mas “a decepção foi inevitável”.

A tradução do trecho “Bolsonaro ha animado a los inversores a apostar por el nuevo Brasil libre de corrupción y se ha comprometido con la apertura comercial y económica de la primera economía latinoamericana” reforça que o sentido do verbo anima, em espanhol, tem uma conotação diferente da expressão animar, em português. “Bolsonaro estimulou os investidores a apostarem num novo Brasil livre de corrupção e se comprometeu com a abertura comercial e econômica da maior economia latino-americana”, diz a tradução do El País Brasil.

Mesmo com o equívoco passado do filho, a nova publicação de Jair Bolsonaro no Twitter, desta segunda-feira, 26, já acumulava mais de 3 mil compartilhamentos e 11 mil curtidas até o fechamento desta reportagem. O boato também foi amplificado por apoiadores em outras plataformas.

Tudo o que sabemos sobre:

bolsonaro

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.