Bolsonaristas espalham que Correios compraram um Boeing, mas aeronave foi apenas pintada com marca da estatal

Bolsonaristas espalham que Correios compraram um Boeing, mas aeronave foi apenas pintada com marca da estatal

Registros na Anac mostram que avião pertence à Sideral Linhas Aéreas

Clarissa Pacheco

17 de fevereiro de 2022 | 10h04

Um vídeo que mostra um avião recebendo o tradicional batismo com jatos de água no Terminal de Cargas do Aeroporto de Brasília (DF) mente ao afirmar que a aeronave, um Boeing 737 com as cores e a logomarca dos Correios, pertence à estatal. O vídeo tem circulado no WhatsApp junto com uma legenda equivocada: “Resultado do governo sem corrupção… Correios compra sua primeira aeronave”. Ele também está no YouTube: “Após décadas de corrupção dos governos PT, Correios compra seu primeiro avião da história”. Mas o avião não pertence aos Correios, e sim à Sideral Linhas Aéreas Ltda.

A empresa tem sede no Paraná e atua desde 2009 no transporte aéreo de cargas e encomendas. Por e-mail, a Sideral confirmou que é a dona do avião e que presta serviços para os Correios desde 2010. No site da estatal, é possível encontrar diversos contratos com a empresa paranaense, como este publicado no Diário Oficial da União em 2012. Atualmente, a Sideral atua na prestação do serviço de transporte de carga da Rede Postal Noturna (RPN).

No site oficial dos Correios há uma publicação que informa que a aeronave batizada no dia 25 de janeiro recebeu a marca dos Correios como parte das comemorações pelos 359 anos dos serviços postais no Brasil — “primeiro avião caracterizado com a marca da estatal”. Em nota, a empresa também confirmou que o avião pertence à Sideral, “uma das companhias que opera voos da RPN”. Os Correios já empregam transporte aéreo em suas operações há mais de 40 anos por meio da RPN, uma “malha logística que agrega nove linhas e está presente em 14 capitais, sendo responsável por transportar, em média, 310 toneladas de carga diariamente”.

Segundo a nota, a caracterização da aeronave foi uma ação inédita. “Tal personalização já acontece em outros dispositivos da empresa: na frota de automóveis, nas fachadas das agências, em embalagens, nos uniformes dos empregados, dentre outros”.

Na quinta-feira, 3, um vídeo de 20 segundos feito pela TV Brasil foi compartilhado no site dos Correios. O vídeo também se referiu ao avião como o primeiro a ser caracterizado com a marca da empresa, sem mencionar que ele tenha sido comprado. Nas imagens, é possível ver a inscrição “Sideral Linhas Aéreas – Empresa a serviço dos Correios”, perto da cabine de comando, o que também aparece em um vídeo oficial dos Correios.

Vídeo oficial no YouTube dos Correios mostra inscrição: “Sideral Linhas Aéreas – A serviço dos Correios”. Foto: Reprodução

Na traseira do avião, há o prefixo “PR-SDT”. O Estadão Verifica consultou a matrícula no sistema de Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), da Agência Nacional de Avião Civil (Anac), e confirmou que o Boeing pertence à Sideral, foi fabricado em 1994 e comprado em 21 de setembro de 2017, com autorização para fazer voos noturnos.

Prefixo da aeronave aparece no vídeo checado, em fotos de divulgação e também em matéria da TV Brasil. Foto: Reprodução

Registro no site da Anac mostra que avião pertence à Sideral. Foto: Reprodução

Divulgação oficial da ação não menciona que o avião foi comprado

O batismo da primeira aeronave caracterizada com as cores e a marca dos Correios fez parte da Semana dos Correios, em comemoração pelos 359 anos da empresa, celebrados no dia 25 de janeiro, data em que também se comemora o Dia do Carteiro. Nenhuma das peças de divulgação da ação sugerem que o avião tenha sido comprado pelos Correios, e sim caracterizado com a marca da estatal.

“As celebrações dos 359 anos dos serviços postais no Brasil e do Dia do Carteiro, promovidas pelos Correios durante a última semana, foram finalizadas na manhã desta terça-feira (1º) com homenagens aos carteiros e com a visita da diretoria da empresa e de autoridades convidadas ao primeiro avião caracterizado com a marca da estatal, batizado no dia 25 de janeiro, no Terminal de Cargas (Teca), em Brasília/DF”, diz texto publicado no site da empresa.

Apesar disso, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, escreveu no Twitter no último dia 25 de janeiro que os Correios “inauguraram o primeiro avião da estatal”. O ministro foi rebatido nos comentários com a informação de que a aeronave não pertencia à empresa, que é administrada pelo Ministério das Comunicações.

O Verifica procurou o ministério, mas não recebeu resposta até a publicação deste texto.

Tudo o que sabemos sobre:

fake news [notícia falsa]correios

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.