Boato falso diz que general invadiu gabinete para impedir ‘golpe’ do STF contra Bolsonaro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Boato falso diz que general invadiu gabinete para impedir ‘golpe’ do STF contra Bolsonaro

Assessor especial da presidência do Supremo, Ajax Porto Pinheiro nega que tenha ‘dado recado’ a Dias Toffoli

Paulo Roberto Netto

29 de agosto de 2019 | 15h24

O general Ajax Pinheiro, no Haiti durante distribuição de alimentos em frente ao Palácio Nacional, em Porto Príncipe. Foto: Sergio Dutti / Agência Estado (22/01/2010)

Um boato falso afirma que o general Ajax Porto Pinheiro teria invadido o gabinete do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, para impedir um “golpe” contra Jair Bolsonaro. A publicação passou a circular dias após entrevista do ministro à revista Veja, na qual afirmou que o País esteve “à beira de uma crise institucional”.

Procurado pelo Estadão Verifica, o general Ajax Pinheiro informou, por meio da assessoria de comunicação do STF, que o boato é “não corresponde à realidade”. O militar da reserva é o assessor especial de Toffoli na presidência na Corte desde o fim do ano passado.

O general Ajax foi comandante das forças militares da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti entre outubro de 2015 a outubro de 2016, sendo responsável pelo comando das tropas internacionais nas operações de ajuda humanitária da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti, a Minustah.

A edição da revista Veja do dia 12 de agosto informa que, nos primeiros seis meses do governo Bolsonaro, Toffoli se encontrou dez vezes com o presidente e, em períodos de maior crise institucional, teve mais de 120 encontros com parlamentares, empresários e militares que estavam insatisfeitos com o governo.

Este boato foi selecionado para checagem por meio da parceria entre o Estadão Verifica e o Facebook. A Agência Lupa, o Boatos.org e o Polígrafo também desmentiram este conteúdo. Para sugerir verificações, encaminhe o boato para o WhatsApp (11) 99263-7900.

Tudo o que sabemos sobre:

jair bolsonaroDias Toffoli

Tendências: