Ao contrário do que disse filho de Bolsonaro, PM não divulgou público de manifestação
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ao contrário do que disse filho de Bolsonaro, PM não divulgou público de manifestação

Eduardo Bolsonaro publicou nas redes sociais que estimativa era de 1 milhão de pessoas na Avenida Paulista

Alessandra Monnerat e Caio Sartori

01 Outubro 2018 | 18h21

Filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Eduardo Bolsonaro, do mesmo partido, divulgou informação falsa nas redes sociais ao dizer que, “segundo a PM”, 1 milhão de pessoas compareceram à Avenida Paulista no último domingo, 30, para apoiar o pai. Em nota enviada por e-mail, a Polícia Militar informou que não divulgou estimativa de público da manifestação — assim como não o fez também na de sábado, quando milhares foram ao Largo da Batata protestar contra a candidatura Bolsonaro.

Inicialmente, a organização do evento na Paulista havia falado em um público de 200 mil pessoas. Em foto aérea tirada pela agência AFP às 14h28, é possível ver que há concentração de pessoas por pouco menos de dois quarteirões, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Vista aérea mostra concentração de pessoas de pouco menos de dois quarteirões. Foto: Miguel Schincariol/AFP

Para efeito de comparação, os manifestantes que pediram o impeachment de Dilma Rousseff (PT) em março de 2016 tomaram praticamente toda a extensão da avenida. As estimativas de público na época variaram de 500 mil, segundo o Datafolha, a 1,4 milhão, de acordo com a PM.

A publicação enganosa teve 128 mil compartilhamentos no Facebook. Cerca de 2 milhões de pessoas seguem a página de Eduardo Bolsonaro na rede social.