Alerta antigo sobre motorista assaltante de Uber volta a circular no Facebook
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alerta antigo sobre motorista assaltante de Uber volta a circular no Facebook

Publicações que alertam sobre motorista que assalta à mão armada se baseiam em caso de 2017

Alessandra Monnerat

22 de novembro de 2019 | 14h49

Um boato antigo sobre um motorista de Uber que estaria assaltando passageiros a mão armada voltou a circular no Facebook nesta semana. Na verdade, o carro de placa LLJ 3180, um Fiat Idea Branco, já foi descadastrado do aplicativo há dois anos, e o motorista, preso pela polícia e banido da plataforma.

Procurada pelo Estadão Verifica, a Uber informou que o caso ocorreu em novembro de 2017. A empresa descadastrou o motorista Adilson após denúncia de usuários e verificação de fatos pelo time de suporte.

Alerta sobre motorista de Uber é antigo. Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

“Segundo noticiado pela imprensa na época, ele foi detido pelas autoridades policiais e, como sempre acontece, a Uber permaneceu à disposição para colaborar com as investigações, nos termos da lei”, informou a assessoria de imprensa da empresa.

O alerta já havia sido desmentido pelo site Boatos.org em fevereiro de 2018 e pela Agência Lupa em fevereiro de 2019. A apuração das checagens informa que Adilson foi preso pela Polícia Militar do Rio de Janeiro no dia 2 de dezembro de 2017, e que seu carro foi apreendido na ocasião. O Estadão Verifica procurou a PM e a Polícia Civil do Rio, que não quiseram confirmar essas informações.

Este boato foi selecionado para checagem por meio da parceria entre Facebook e Estadão Verifica.

Tudo o que sabemos sobre:

uberfake news [notícia falsa]

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.