Brasil contra o muro

Eliane Cantanhêde

26 de janeiro de 2017 | 19h36

O governo brasileiro lançou nesta quinta, 26/2, uma nota oficial criticando, em tons diplomáticos, a decisão do presidente Donald Trump de construir um muro separando os Estados Unidos do México. É o primeiro embate entre Brasília e Washington na era Trump.

Na nota, o Planalto alerta que “questões entre povos amigos _ como é o caso de Estados Unidos e México _ devem ser solucionadas pelo diálogo e pela construção de espaços de entendimento”. Na América do Sul, pelo menos o governo do Peru também já se manifestou contrariamente à iniciativa de Trump, que parecia ser apenas uma ideia estapafúrdia de campanha.

Segue a íntegra da nota do Planalto, que foi negociada diretamente entre o presidente Michel Temer e o chanceler José Serra, com participação dos principais diplomatas do Itamaraty e do Planalto:

“A grande maioria dos países da América Latina mantêm estreitos laços de amizade com o povo dos Estados Unidos. Por isso, o governo brasileiro recebeu com preocupação a ideia da construção de um muro para separar nações irmãs do nosso continente sem que haja consenso entre ambas. O Brasil sempre se conduziu com base na firme crença de que as questões entre povos amigos – como é o caso de Estados Unidos e México – devem ser solucionadas pelo diálogo e pela construção de espaços de entendimento.”

Tendências: